Google+ Followers

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A décima edição da Primavera dos Museus, que termina no próximo domingo (25-9), é um evento criado pelo Instituto Brasileiro de Museus para divulgar as instituições.

E esse último verbo - divulgar - é o 'calo' desses equipamentos, de acordo com seus próprios gestores. Com pouca divulgação não se cria o hábito e algo que poderia atender aos mais variados públicos torna-se quase exclusivo para turistas e excursões de escolas.


"Nossa média fica entre 1.500 e 2.000 pessoas por mês. É abaixo do que queríamos. Tivemos algumas exposições com bastante gente como a de Rodin. Mas houve mais mídia, até com outdoors", diz a diretora do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM), Beth da Matta.

Na comparação que ela faz com a Galeria Janete Costa e o Paço do Frevo é possível notar que os dois espaços de maior sucesso - o Paço teve média de 10 mil visitantes por mês no primeiro ano de vida - conseguem mais visibilidades por estarem atrelados a locais de lazer. "Existe um potencial incrível como vemos com a quantidade de visitas que recebem o Paço do Frevo e a galeria Janete Costa, que fica dentro de um parque (Dona Lindu)". O Paço do Frevo está no Bairro do Recife.

A diretora do Museu da Cidade do Recife, Betância Correia, tem uma opinião parecida O equipamento, segundo ela, tem uma média que vai de 1.500 a 1.800 pessoas por mês, número que poderia aumentar se houvesse um trabalho para aproveitar o fluxo de cidadãos que usam a ciclofaixa aos domingos. "Estamos abrindo aos domingos há um ano e a média desses dias é de 50 pessoas. A ciclofaixa passa aqui na porta mas as pessoas não entram", lamenta.

Visitas

Beth diz que o trabalho para aumentar o público do MAMAM é tão grande que eles já fazem o caminho inverso com as escolas: é a instituição que faz o convite, principalmente às escolas particulares, a grande ausência. "Temos muitas visitas de escolas municipais e estaduais. O que sentimos falta é das escolas particulares. Ligamos, procuramos e lamentamos não termos tantas excursões delas".

No Museu do Recife: a maior parte do público divide-se em três segmentos: turistas nacionais, turistas estrangeiros e escolas. Porém, diferente do MAMAM, as escolas privadas estão sempre por lá. "Recebemos muitas escolas particulares, inclusive do interior do Estado", diz Correia.

Estado

As observações das duas gestoras dos equipamentos municipais encontra eco nos números fornecidos pela Secretaria de Cultura do Estado para seus museus. O Museu do Estado de Pernambuco, localizado numa via de grande fluxo, a Avenida Rui Barbosa, perde de goleada para a Torre Malakoff, no coração do Bairro do Recife. O MEPE apresenta uma média, este ano; de 1.128 visitantes por mês. Na Malakof são 2.715. Também temos que levar em consideração o custo. No Museu do Estado a entrada é paga (RS6 e RS3) contra a gratuidade

Outro museu bem visitado é o do Trem/Estação Capiba. Inaugurado em 2014 apresenta uma média de 2.531 pessoas entre os meses de janeiro e agosto deste ano






Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.




--in via tradutor do google
The tenth edition of the Spring of Museums, which ends next Sunday (25-9), is an event created by the Brazilian Institute of Museums to publicize the institutions.

And that last word - disclose - is the 'callous' such equipment, according to their own managers. With little publicity does not create the habit and something that could meet the most varied audiences becomes almost exclusively for tourists and school excursions.



"Our average is between 1,500 and 2,000 people per month. It is below what we wanted. We had some exhibitions with enough people like Rodin. But there was more media, even with billboards," says the director of the Modern Art Museum Aloisio Magalhães ( MAMAM), Beth da Matta.

In comparison it makes the Janet Gallery Costa and Frevo the Palace you can see that the two spaces most successful - the Palace averaged 10,000 visitors per month in the first year of life - get more visibility by being linked to local leisure. "There is incredible potential as we see with the amount of visits received the Palace of frevo and Janet gallery Costa, located in a park (Dona Lindu)." The Frevo Palace is in Recife District.

The director of the Recife City Museum, Betância Correia, has a similar opinion The equipment, according to her, has an average that goes 1500-1800 people per month, a number that could increase if there was a job to take advantage of the flow of citizens They use the bike lane on Sundays. "We are opening on Sundays for a year and the average of these days is 50 people. The bike lane passes here at the door but people do not come," he laments.

Visits

Beth says that work to increase MAMAM the public is so great that they already do the other way with schools: is the institution that makes the invitation, especially to private schools, the great absence. "We have many visits from municipal and state schools. What we miss is the private school. We called, we seek and we regret not having so many tours of them."

In Recife Museum: most of the public is divided into three segments: domestic tourists, foreign tourists and schools. However, unlike the MAMAM, private schools are always there. "We received many private schools, including in the state," says Correia.

state
The observations of the two managers of municipal equipment is echoed in the figures provided by the State Culture Secretariat for its museums. The Pernambuco State Museum, located in a route of great flow, Avenida Rui Barbosa, loses rout for Malakoff Tower in the heart of Recife District. The MEPE has an average this year; of 1,128 visitors per month. In Malakoff are 2,715. We also have to take into consideration the cost. In the State Museum admission is paid (RS6 and RS3) against the gratuity

Another well-visited museum is the train / Capiba Station. Opened in 2014 had an average of 2,531 people between January and August this year

Nenhum comentário:

Postar um comentário