Google+ Followers

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

On Monday, Google debuted Lumin, a Tango-powered mobile tour designed to ennoble museum visits. --- Na segunda-feira, o Google estreou Lumin, uma turnê movida pelo Tango, projetada para enobrecer as visitas a museus.

ango-Powered Lumin Will Help You Explore Museums.



Lumin was developed by a French company GuidiGO and the Detroit Institute of Arts, with the latter being the only museum currently supported by this Tango app.

Anyone who visits the DIA can now ask for a Lenovo PHAB2 Pro at the front desk that they’ll be able to use while exploring the Institutes’ massive collection. The Lumin app that comes pre-installed on the device provided by the DIA will allow visitors to see another side of its exhibit, as the augmented reality experience will deliver a plethora of information on many of the Institute’s items presented in a captivating and highly visual way. The Mountain View-based tech giant said that it’s currently looking to introduce similar Tango-powered AR experiences in more museums worldwide, and further information on that expansion will likely follow later in the year.


As for Lumin, the Tango app provides users with a lot of insight into many of the DIA’s exhibits, including mummies, the Ishtar Gate from Babylonia, and limestone reliefs from the ancient Mesopotamia. The GuidiGO-made app allows people to see X-rays of several sarcophagi and an AR depiction of the Ishtar Gate in real scale. This solution also colors the DIA’s Mesopotamian reliefs whose colors have faded many centuries ago. Finally, Lumin allows visitors to interact with several cylinder seals found in the ancient Mesopotamia that the DIA has been showcasing for over 50 years. Some applications of this AR technology can be seen in the gallery below.


Justin Quimby, a Senior Product Manager at Google, wrote how Lumin is just the beginning of the company’s efforts to ennoble museum exploration, adding how more updates on that front will follow soon. In the meantime, the Alphabet-owned Internet giant is expecting dozens of new Tango-enabled apps to hit the Google Play Store as it’s continuing to push for a wider adoption of its growing AR ecosystem. If Tango manages to land on more smartphones and other devices like headsets in the future, Google’s platform will likely start growing naturally, but for the time being, it remains a niche product.






Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,
mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 
but what modifies the way of looking and hearing.










--br via tradutor do google
Na segunda-feira, o Google estreou Lumin, uma turnê movida pelo Tango, projetada para enobrecer as visitas a museus.

Ango-Powered Lumin irá ajudá-lo a explorar museus.

Lumin foi desenvolvido por uma empresa francesa GuidiGO eo Detroit Institute of Arts, sendo este último o único museu atualmente suportado por este app Tango.

Qualquer pessoa que visite o DIA agora pode pedir um Lenovo PHAB2 Pro na recepção que eles serão capazes de usar ao explorar a coleção maciça dos Institutos. O aplicativo Lumin que vem pré-instalado no dispositivo fornecido pelo DIA permitirá aos visitantes ver outro lado de sua exposição, como a experiência de realidade aumentada irá entregar uma infinidade de informações sobre muitos dos itens do Instituto apresentados em um cativante e altamente visual caminho. A gigante da tecnologia baseada em Mountain View disse que está atualmente procurando introduzir experiências semelhantes de AR com tango em mais museus em todo o mundo, e mais informações sobre essa expansão provavelmente seguirão no final do ano.

Quanto a Lumin, o aplicativo Tango fornece aos usuários muitas informações sobre muitas das exposições do DIA, incluindo múmias, a Porta Ishtar da Babilônia e relevos de calcário da antiga Mesopotâmia. O app GuidiGO-feito permite que as pessoas vejam raios-X de vários sarcófagos e uma representação AR do Portão de Ishtar em escala real. Esta solução também colore os relevos da Mesopotâmia da DIA cujas cores se desvaneceram há muitos séculos. Finalmente, a Lumin permite que os visitantes interajam com vários selos de cilindro encontrados na antiga Mesopotâmia que a DIA vem apresentando há mais de 50 anos. Algumas aplicações desta tecnologia AR podem ser vistas na galeria abaixo.

Justin Quimby, gerente sênior de produtos do Google, escreveu como a Lumin é apenas o começo dos esforços da empresa para enobrecer a exploração de museus, acrescentando que mais atualizações sobre essa frente seguirão em breve. Enquanto isso, a gigante da Internet, proprietária do Alphabet, espera que dezenas de novos aplicativos habilitados para o Tango cheguem à Google Play Store, já que continuam a empurrar para uma maior adoção de seu crescente ecossistema AR. Se Tango consegue pousar em mais smartphones e outros dispositivos como fones de ouvido no futuro, a plataforma do Google provavelmente começará a crescer naturalmente, mas por enquanto, continua a ser um produto de nicho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário