Google+ Followers

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

DAVIS MUSEUM WALLS ARE PRACTICALLY EMPTY. BECAUSE? --- AS PAREDES DO DAVIS MUSEUM ESTÃO PRATICAMENTE VAZIAS. PORQUÊ?

The Davis Museum, in the state of Massachusetts, retired from its gallery, for six days (February 16-21), all works done or donated by immigrants. One of the most notable pieces removed is a portrait of George Washington, created by the Swedish immigrant Adolf Ulrik Wertmüller.



The decision implies 20 percent of the museum's entire permanent collection, and the idea is to show visitors how much immigrants contribute to American culture. The paintings were removed from display, while other objects, such as sculptures, are under a black cloak. In both cases, labels were affixed to the message "made by an immigrant" or "donated by an immigrant" in protest against Trump.


The initiative comes after the controversial executive order signed by President Donald Trump, which blocked the entry of immigrants and refugees from mostly Muslim countries.









Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,

mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 

but what modifies the way of looking and hearing.






O Davis Museum, no estado americano de Massachusetts, retirou da sua galeria, durante seis dias (de 16 a 21 de fevereiro), todas as obras feitas ou doadas por imigrantes. Uma das peças mais notáveis ​​removidas é um retrato de George Washington, criado pelo imigrante sueco Adolf Ulrik Wertmüller.

A decisão implica 20% de toda a coleção permanente do museu, e a ideia é mostrar aos visitantes o quanto os imigrantes contribuem para a cultura norteamericana. As pinturas foram retiradas de exibição, enquanto outros objetos, como esculturas, estão sob um manto preto. Nos dois casos, foram coladas etiquetas com a mensagem “feito por um imigrante” ou “doado por um imigrante” sob forma de protesto contra Trump.

A iniciativa do museu vem na sequência da polémica ordem executiva assinada pelo Presidente Donald Trump, que bloqueou a entrada de imigrantes e refugiados provenientes de países maioritariamente muçulmanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário