Google+ Followers

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil descobriram uma enorme paleotoca na região amazônica de Ponta do Abunã, no estado de Rondônia, Brasil, na divisa com o Acre, Brasil e com a Bolívia.

Caverna feita por animal gigante é encontrada no Brasil

Caverna feita por animal gigante é encontrada no Brasil

Uma paleotoca é um caverna labiríntica escavada por animais hoje extintos, como tatus e preguiças gigantes.

De acordo com Amilcar Adamy, chefe da equipe responsável pela descoberta, o túnel foi provavelmente feito por um preguiça gigante extinto há aproximadamente 10 mil anos. Fósseis do animal foram encontrados no vale do Rio Madeira, e na caverna, que está bem-preservada, é possível notar as marcas da garra do animal.

Moradores de uma comunidade próxima já sabiam da existência da caverna, mas eles pensavam que era uma obra humana. É o único caso conhecido na floresta amazônica, e vai ajudar os cientistas a entender como esses animais enormes viviam e o clima do Pleistoceno, período marcado por uma megafauna na região. Acredita-se que o local era muito mais frio e seco do que é hoje (quente e úmido).

Segundo os cientistas, preguiças gigantes mediam até 6 metros de comprimento e pesavam 1,5 tonelada. No período em que os túneis foram feitos, não havia uma floresta, e sim uma grande savana habitada por animais enormes, como mastodontes e jacarés gigantes.

A extensão da paleotoca ainda não foi determinada, mas pensa-se que ela possui mais de 200 metros de extensão (há partes que precisam ser desobstruídas para os cientistas avaliarem seu real tamanho). Ela possui grandes estruturas circulares e vários túneis interligados. Os pesquisadores agora pretendem fazer estudos extras e novas escavações em busca de outros fósseis, bem como determinar o tamanho total da paleotoca. [OGlobo]

fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti  http://misteriosdomundo.org/caverna-feita-por-animal-gigante-e-encontrada-no-brasil/#ixzz3hkbqYBZZ

cplaboração:

Tania Pamplona


2 comentários:

  1. Tania Pamplona de Souza3 de agosto de 2015 14:50

    Boa tarde. Interessante descoberta científica na área citada e ricamente descritos e detalhados numa linguagem bem acessível. Oportunamente deixo registrado a colaboração da amiga Vivian Vivianly. Abraço amigo.

    ResponderExcluir
  2. OLá Tania, obrigado pelo comentário. :) abraços. :)

    ResponderExcluir