Google+ Followers

domingo, 1 de novembro de 2015

A história e a moda fundem-se no campo do têxtil na nova exposição do Metropolitan Museum of Art.

A mostra “Fashion and Virtue: Textile Patterns and the Print Revolution, 1520-1620” abriu portas ao público na passada terça-feira e visita a linha do tempo dos padrões têxteis nascidos no Renascimento europeu, durante o qual a genialidade de Leonardo da Vinci emergiria.



Nos anos 1520, pequenos livros com uma média de 12 padrões tinham publicação regular e, graças ao pequeno tamanho e facilidade de uso, alcançaram sucesso imediato, dando corpo, ainda que involuntariamente, às primeiras publicações de moda.

No anúncio da mostra, o museu nova-iorquino referiu também o marco deste campo, estabelecido pela intervenção do génio de Leonardo da Vinci, a quem se atribui o primeiro padrão de “knotwork” (arte do encadeamento de nós que se associava ao conceito de infinito), depois copiado pelo alemão Albrecht Dürer, marcando o arranque de uma frutífera troca internacional de design de padrões.

A exposição “Fashion and Virtue: Textile Patterns and the Print Revolution, 1520-1620” agrega livros de padrões e estampados, desenhos, amostras, roupas, quadros e várias tipologias de trabalho que dão a conhecer a origem do design e padrões têxteis durante o Renascimento europeu.

O certame percorre as coleções do MET e dos seus diversos departamentos, bem como empréstimos do Victoria and Albert Museum (Londres, Inglaterra), Museum Bautzen (Bautzen, Alemanha), Rhode Island School of Design (Rhode Island, EUA), e Cooper Hewitt, Smithsonian Design Museum (Nova Iorque, EUA).

O departamento “Drawings and Prints” do MET encerra uma das mais importantes coleções de livros de padrões e a última vez que estes volumes figuraram numa exposição foi em 1938. O recente trabalho de conservação destes livros permitiu enaltecer a coleção e focou as interessantes histórias que os livros contam acerca do design de padrões têxteis.

A mostra “Fashion and Virtue: Textile Patterns and the Print Revolution, 1520-1620” estará patente no Metropolitan Museum of Art até 10 de janeiro de 2016.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti 

http://www.fashionup.pt/visita-as-origens/

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.







Nenhum comentário:

Postar um comentário