Google+ Followers

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Mevlana Museum (Green Mausoleum), Konya -- Mevlana Museum (Mausoléu Verde), Konya

The Mevlana Museum (Mevlana Müzesi), also known as the Green Mausoleum or Green Dome, is the original lodge of the Mevlevi Whirling Dervishes, a mystical Sufi Muslim group. It containes the tomb and shrine of the Mevlana, or Rumi, which remains an important place of pilgrimage.



History of Mevlana Museum (Green Mausoleum)

Sultan 'Ala' al-Din Kayqubad, the Seljuk sultan who had invited Mevlana to Konya, offered his rose garden as a fitting place to bury Baha' ud-Din Walad (or Bahaeddin Veled), the father of Mevlana, when he died in 1231. When Mevlana himself died on December 17, 1273, he was buried next to his father.

Mevlana's successor Hüsamettin Çelebi built a mausoleum (Kubbe-i-Hadra) over the grave of his master. The Seljuk construction, under architect Behrettin Tebrizli, was finished in 1274. Gürcü Hatun, the wife of the Seljuk Emir Suleyman Pervane, and Emir Alameddin Kayser funded the construction.

The cylindrical drum of the of the dome originally rested on four pillars. The conical dome is covered with turquoise faience. Several sections were added until 1854. Selim I decorated the interior and performed the woodcarving of the catafalques.

A decree by Ataturk in September 1925 dissolved all Sufi brotherhoods in Turkey. On April 6, 1926, another decree ordered that the Mevlana mausoleum and dervish lodge be turned into a museum. The museum opened on March 2, 1927.

Special permission granted by the Turkish government in 1954 allowed the Mawlawi dervishes of Konya to perform their ritual dances for tourists for two weeks each year. Despite government opposition the order has continued to exist in Turkey as a religious body. The tomb of Rumi, although officially part of a museum, attracts a steady stream of pilgrims.

What to See at Mevlana Museum (Green Mausoleum)

The dervish lodge (tekke) includes a semahane, where the ritual sema or whirling ceremony takes place, a sadirvan for ritual ablutions, a library, living and teaching quarters, and the mausoleum housing the tomb of Celaleddin Rumi, founder of the sect and later awarded the honorable title of Mevlana. His epitaph reads: "Do not seek our tombs on this earth - our tombs are in the hearts of the enlightened."


The mausoleum room is highly ornamented with Islamic script and enameled reliefs, and contains the tombs of several of the more important figures of the dervish order. The main tomb enclosed behind a silver gate crafted in 1597 is that of Mevlana. The tomb of his father, Bahaeddin Veled, is upright and adjacent to his son's, a position that signifies respect.

The adjoining room, or the semihane, is now a museum of Mevlana memorabilia displaying musical instruments and robes belonging to Mevlana, along with Selçuk and Ottoman objects like gold-engraved Korans from the 13th century. Among the fabulous ancient prayer rugs is the most valuable silk carpet in the world.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


http://www.theguardian.com/world/ng-interactive/2015/dec/18/whirling-dervishes-at-the-rumi-festival-in-konya-a-photo-essay

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.


Vamos compartilhar.




--br via tradutor do google
Mevlana Museum (Mausoléu Verde), Konya
-
O Museu Mevlana (Mevlana Museum), também conhecido como o Mausoléu Verde ou Verde Dome, é o lodge original dos Mevlevi dervixes dançantes, um grupo sufi muçulmano místico. Ele contem as túmulo e santuário da Mevlana, ou Rumi, que continua a ser um importante local de peregrinação.
-
História de Mevlana Museum (Mausoléu Verde)

Sultan 'Ala' al-Din Kayqubad, o Seljuk sultão que tinha convidado Maulana para Konya sentimento Oferecido jardim de rosas como um lugar adequado para enterrar Baha 'ud-Din Walad (ou Bahaeddin Walad), o pai de Mevlana, quando ele morreu em 1231 Quando o próprio Maulana morreu no dia 17 de dezembro de 1273, ele foi enterrado ao lado do sentimento pai.
-
O sucessor de Maulana Husain Chalabi construído um mausoléu (dome-i-Hadra) sobre a sepultura de seu mestre. A construção de Seljuk, sob arquiteto Behret você Tabriz, foi concluída em 1274. Georgian Khatun, a esposa do emir Seljuk Suleyman a hélice, eo Emir de Kayseri Alamed você financiou a construção.
-
O tambor cilíndrico da cúpula do originalmente repousava sobre quatro pilares. A cúpula cônica é coberto com faiança azul-turquesa. Várias seções foram adicionados até 1854. Realizado Selim II, decorado o interior ea talha dos catafalcos.
-
Um decreto de Ataturk na Turquia em setembro 1925 dissolveu todos os irmandades sufis. Em 6 de abril de 1926, outro decreto que ordenou o mausoléu de Mevlana e dervish lodge ser transformado em um museu. O museu foi inaugurado em 02 de marco de 1927.
-
Permissão especial é concedido pelo governo turco em 1954 permitiu que o Mawlaw os dervixes de Konya para executar suas danças rituais para turistas e para duas semanas a cada ano. Apesar da oposição do governo a ordem continua a existir na Turquia como uma entidade religiosa. O túmulo de Rumi, embora oficialmente uma parte de um museu, atrai um fluxo constante de peregrinos.
-
O que ver no Museu Mevlana (Mausoléu Verde)
-
O lodge dervish (lodge) inclui um semahane, onde o ritual girando-lo girando cerimónia tem lugar, uma fonte para as abluções rituais, uma biblioteca, sala de estar e quartos de ensino, ea carcaça mausoléu túmulo de Jalaluddin Rumi, fundador da seita e, posteriormente, agraciado com o honroso título de Mevlana. Seu epitáfio lê: "Não procurem ou túmulos nesta terra - ou túmulos estão nos corações dos iluminados."
-
O quarto mausoléu é altamente ornamentados com scripts islâmicos e relevos esmaltadas, e contém os túmulos de vários dos mais importantes figuras da ordem dervixe. A principal túmulo fechado atrás de uma porta de prata trabalhada em 1597 é a de Mevlana. O túmulo de sentimento pai, Veled, está na posição vertical e ao lado sentindo é final, uma posição que significa uma relação.
-
O quarto ao lado, é o Semiha mim, é agora um museu de memorabilia Mevlana exibindo instrumentos musicais e roupões pertencentes a Mevlana, juntamente com o Seljuk e objetos otomanas, como Korans gravado a ouro do século 13. Entre os fabulosos tapetes de oração antigos é o tapete mais valiosa seda no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário