Google+ Followers

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Museu do FIT faz retrospectiva sobre a história do jeans, em NY

O museu do FIT (Fashion Institute Technology), em Nova York, inaugurou, no início do mês, a exposição “Denim: Fashion’s Frontier”. Dedicada ao jeans, a mostra traz um olhar histórico sobre o tecido usado originalmente por mineradoras do Oeste dos EUA, passando a uniforme dos jovens do mundo todo até ganhar tratamento de luxo graças a releituras de marcas de high fashion e alta-costura, de Chanel a Gaultier, de Elsa Schiaparelli a Comme des Garçons.

UMA DAS PEÇAS EXPOSTAS É O VESTIDO JEANS
FEITO POR JUNYA WATANABE PARA A COMME DES GARÇONS




Mais de 70 peças estão expostas, incluindo o modelo da Levi Strauss & Co.’s, o jeans “501” criado originalmente para os trabalhadores das mineradoras, pensando na funcionalidade e na resistência do material. Também está na mostra uma peça jeans feita à mão com data entre 1830 e 1840, um pouco antes de Levi Strauss patentear a calça que alçaria o jeans a clássico do vestuário mundial.

A exposição exibe ainda modelos femininos usados no século 19, como um paletó jeans, mostrando que o material, já naquela época, também era pensado para a mulher. Ainda, há uma divisão entre peças usadas nas férias, em fazendas e ranchos (“Western Wear”), e em atividades esportivas como jogos de tênis e para ir à praia (“Play Clothes”), até chegar às versões de luxo, caso da blusa de alta-costura que Elsa Schiaparelli criou nos anos 1930 com material que imitava o aspecto do jeans, além de peças de Gianfranco Ferré, Roberto Cavalli, Junya Watanabe, Jean Paul Gaultier, Chanel e a Maison Martin Margiela.

A exibição ficará exposta no museu da faculdade até o dia 7 de maio de 2016.




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário