Google+ Followers

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Fóssil de 'baleia andante' é destaque em novo museu no Egito. --- Fossil of 'walking whale' is featured in the new museum in Egypt.

Na semana passada o Egito revelou o que, acredita-se, seja o primeiro museu do Oriente Médio dedicado a fósseis, que exibe um ancestral das baleias, já extinto, conhecido como "baleia andante".




A inauguração é parte de esforços concentrados do governo para atrair os fundamentais turistas, afastados por ataques recentes, e restaurar a confiança na segurança de suas atrações.




O temor com a segurança foi visível no tour que profissionais da imprensa fizeram pelo novo museu, no chamado vale das Baleias, localizado cerca de 170 quilômetros a sudoeste da capital, Cairo. Dúzias de militares armados, com máscaras pretas, montavam guarda junto a policiais à paisana –mal disfarçados com roupas de beduínos curtas o bastante para revelar os uniformes que estavam por baixo.



O número de turistas no Egito caiu sensivelmente desde a revolta popular de 2011 que derrubou o longo regime autocrata de Hosni Mubarak. Os infortúnios com o turismo foram agravados com uma longa insurgência islâmica na península do Sinai, intensificada depois da derrubada, em 2013, por militares, do sucessor de Mubarak, o presidente Mohammed Mursi, ligado à Irmandade Muçulmana.




A indústria de turismo no Egito sofreu ainda outro abalo recente, com a queda de um avião russo sobre o Sinai em outubro passado, que matou as 224 pessoas a bordo –a suspeita é de um ataque terrorista. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ato.



A construção do muito propagandeado museu dos Fósseis e Mudanças Climáticas foi garantida com a doação de € 2 bilhões (R$ 6,2 bilhões) da Itália, segundo o embaixador do país, Maurizio Massari.




Seu destaque é um esqueleto intacto, de 20 metros de comprimento e 37 milhões de anos, de uma espécie de baleias com pernas, que ajuda a testemunhar a forma como as baleias de hoje evoluíram a partir de mamíferos terrestres.



Mal se pode discernir o museu cor de areia e em forma de domo na impressionante paisagem desértica que se espalha por todos os lados.

"Quando você constrói algo em um lugar tão bonito e único, esse algo tem que se misturar a seus arredores. Ou seria um crime contra a natureza", disse o arquiteto que projetou o museu, Gabriel Mikhail, apontando para as dunas de areia em volta.

"Estamos confiantes que os visitantes virão", acrescentou, sorrindo.

O museu no Vale das Baleias também abriga ferramentas usadas por homens pré-históricos e diversos fósseis de baleias exibidos em caixas de vidro, para mostrar a transição evolutiva das baleias ancestrais entre a terra e a água.

Mas o ministro do Ambiente, Khaled Fahmy, advertiu contra interpretar a abertura do museu como um "endosso completo à teoria da evolução", que conflita com o islã.

"São assuntos inteiramente diferentes", disse. "Ainda estamos ligados ao nosso sistema de crença islâmica."





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.



--in via tradutor do google
Last week Egypt revealed that it is believed, be the first Middle East museum dedicated to fossils, which displays an ancestor of whales, now defunct, known as "walking whale".

The opening is part of the government's concentrated efforts to attract core tourists away for recent attacks, and restore confidence in the safety of its attractions.

The fear with security was visible on the tour that professionals of the press made by the new museum, the so-called Valley of the Whales, located about 170 kilometers southwest of the capital, Cairo. Dozens of armed soldiers, with black masks, stood guard next to the -mal undercover cops disguised in Bedouin clothing short enough to reveal the uniforms that were underneath.

The number of tourists in Egypt has fallen significantly since the popular uprising in 2011 that toppled long autocratic regime of Hosni Mubarak. Misfortunes with tourism were compounded with a long Islamic insurgency in the Sinai Peninsula, intensified after the overthrow in 2013 by the military, Mubarak's successor, President Mohammed Mursi, linked to the Muslim Brotherhood.

The tourism industry in Egypt also suffered another recent concussion, with the crash of a Russian airliner over the Sinai last October, which killed the 224 people on board is -a suspicion of a terrorist attack. The Islamic State claimed the act of authorship.

The construction of the much-publicized museum Fossils and Climate Change was guaranteed by donating € 2 billion (R $ 6.2 billion) in Italy, according to the ambassador of the country, Maurizio Massari.

Its highlight is an intact skeleton of 20 meters long and 37 million years ago, a species of whales with legs, which helps to witness how the whales today have evolved from land mammals.

One can hardly discern the sand-colored museum and domed on the stunning desert landscape that spreads everywhere.

"When you build something in such a beautiful and unique place, that something has to blend in to their surroundings. Or was it a crime against nature," said the architect who designed the museum, Gabriel Mikhail, pointing to the sand dunes in back.

"We are confident that visitors will come," he added, smiling.

The museum in the Whales Valley also hosts tools used by prehistoric men and many fossils of whales displayed in glass cases to show the evolutionary transition from ancestral whales between land and water.

But Environment Minister Khaled Fahmy, warned against interpreting the opening of the museum as a "full endorsement of the theory of evolution" that conflicts with Islam.

"They are completely different issues," he said. "We're still connected to our Islamic belief system."

Nenhum comentário:

Postar um comentário