Google+ Followers

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Museu de Ciências de Limeira. Com auxílio da tecnologia, museu populariza ciência em Limeira, São Paulo, Brasil.

Centro ensina conceitos de física, engenharia, música, biologia na prática. Museu recebe mostra de 30 projetos interativos de Leonardo da Vinci.

Museu de Ciências de Limeira (Foto: Reprodução/EPTV)

Aprender a teoria na prática. Esse é o lema do Centro de Ciências Professor Osvaldo Roberto Leite de Limeira (São Paulo). O Museu é um espaço de educação não formal e populariza a ciência por meio da tecnologia e de experiências interativas para despertar o interesse dos visitantes. O local abriga também, por um ano, uma exposição com cerca de 30 projetos de Leonardo Da Vinci.

A mostra, que conta com polidor de lentes, mecanismo do relógio e carro criado por Da Vinci, já passou pela capital e vai ficar em Limeira nos próximos doze meses. O Centro conta com salas de meio ambiente, música, biologia, física e engenharia. Esses últimos, principalmente, desafiam o equilíbrio e a gravidade.

O Centro une ciências, educação, arte e cultura em um só espaço. Bolas que ficam suspensas com cone de ar e efeitos da física são explicados na prática.

Ao chegar ao local, o visitante encontra uma sala com efeito de ilusão de ótica que, é o primeiro ambiente de 2 mil metros de exposição. Os visitantes podem também produzir energia com a força manual, girando uma manivela. As pessoas aprendem na prática o conceito da energia mecânica.

Museu reproduz inventos de Leonardo Da Vinci
(Foto: Reprodução/EPTV)

Com o intuito de provocar o raciocínio e a imaginação das pessoas, os visitantes são convidados a fazer um desenho olhando para um espelho e não para o papel. O assistente administrativo, Eduardo Donato, passou pela experiência. “É muito difícil, praticamente impossível”, contou.

Na área da biologia, os visitantes aprenderão sobre o corpo humano e terão contato com órgãos. “No livro você vê apenas imagens não tem noção do tamanho e da textura. Poder pegar, abrir e ver como funciona proporciona um aprendizado muito maio”, relatou o estudante Gabriel Pfier.

O espaço Villa Lobos conta, por meio de vídeos, a história do artista e leva os visitantes para uma viagem no século 20. “É uma forma lúdica de ter um conhecimento maior”, afirmou o diretor do Centro de Ciências, José Carlos de Assis.

O Museu fica na Rua José Botelho Veloso, no bairro Parque da Cidade. Ele funciona de terça-feira a domingo e a entrada é gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo número (19) 3444-7893.







fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário