Google+ Followers

domingo, 24 de abril de 2016

Cultura - Candomblé no Brasil - Da Bahia para o Brasil -“Mãe Ilza Mukalê: Histórias e Saberes”.

Em (04/04), às 16h, o Campus da UFF, do Gragoatá, em Niterói, Rio de Janeiro, recebeu o lançamento da cartilha, “Mãe Ilza Mukalê: Histórias e Saberes”, de Ana Claudia Cruz da Silva, Drª em Antropologia e professora do Departamento de Antropologia da UFF. 




Para interagir com os convidados, o ilustre Marinho Rodrigues, idealizador e coordenador do Projeto Mãe Ilza e Tata Kambondo do Terreiro de Matamba Tombenci Net, estará presente no evento. Marinho é também cantor, compositor, percussionista e uma das mais destacadas lideranças do movimento afro-cultural de Ilhéus.







A cartilha é voltada para a educação básica. É uma apresentação da Mãe Ilza Mukalê e o Terreiro de Matamba Tombenci Neto, de Ilhéus/BA. Ela é resultado do Projeto Mãe Ilza, cujo objetivo foi passar um pouco do conhecimento desta importante liderança religiosa para as novas gerações da região e a partir de rodas de conversa sobre a história do Terreiro e de sua própria história; dos mitos dos orixás; da culinária, das plantas, da vestimenta e dos adereços utilizados no candomblé angola; dos antigos e dos novos carnavais; da música, das danças e dos ritmos presentes nas festas do candomblé e que inspiram os afoxés, os blocos afro, os balés afro e tantas manifestações ar­tísticas e culturais que também são movimentos negros.

Marinho Rodrigues Foto: Divulgação/Rota Comunicação)

O projeto foi pensado para contribuir, com conteúdo, para a aplicação das Leis 10.639/03 e 11.645/08, que visam incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática de “Histórias e Culturas Afro-Brasileira e Indígenas”. Parte dos exemplares foi doada para escolas públicas e bibliotecas do Sul da Bahia, possibilitando o acesso às informações compartilhadas por Mãe Ilza, referência do Candomblé Angola-Congo na região. O projeto foi uma iniciativa da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania e da Rede Matamba Tombenci Neto e foi contemplado pelo Edital nº 07 / 2012 – Culturas Ide ntitárias – da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. 







Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti







Nenhum comentário:

Postar um comentário