Google+ Followers

domingo, 17 de abril de 2016

Os Stones vão ao museu. --- The Stones in the museum.

Depois de um concerto histórico em Havana e do anúncio de um novo álbum, eis que abre portas em Londres a exposição que revive 50 anos dedicados ao rock ‘n’ roll. “Exhibitionism” está patente na Saatchi Gallery desde a semana passada e “introduz” os Rolling Stones em mais de 500 objetos.



Os Rolling Stones continuam a desafiar o estado das coisas com uma exposição que reúne, pela primeira vez, centenas de itens que retraçam o percurso da banda, entre acordes, bastidores, palco e vida na estrada.

Anunciada como a «primeira grande exposição do grupo e a maior exposição itinerante do tipo alguma vez encenada», “Exhibitionism” abre o mundo dos Stones aos fãs – desde os seus primeiros dias sem recursos, a partilhar um apartamento em Londres, até aos bastidores dos concertos de milhões de dólares.

Depois de cerca de três anos de preparativos, a mostra conseguiu reunir mais de 500 objetos dos arquivos da banda, entre instrumentos tocados por Keith Richards, Ronnie Wood e Charlie Watts ou o livro de letras de Mick Jagger. «Não acho que tenha havido algo como esta exposição antes», disse Jagger, agora com 72 anos, à agência Reuters.

O trabalho de seleção começou em 2013, motivado, talvez, pelo sucesso da mostra “David Bowie Is”, apresentada nesse ano no Victoria & Albert Museum, em Londres  e em digressão mundial até 2018.


Para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de ver os Stones ao vivo, a exposição conta com uma recriação dos bastidores dos concertos da banda, promovendo a experiência 3D de ver o grupo no palco em “(I Can’t Get No) Satisfaction”. «É uma caminhada incrível através da minha própria vida. Para mim, é muito emocional», considerou Keith Richards.

A moda colorida dos Rolling Stones está, também, em destaque na mostra – do fato tartan de Charlie Watts em 1966 ao jumpsuit de veludo de Mick Jagger, passando pelo casaco antílope de Keith Richards ou pelo exemplar bordado usado em 2005 por Ronnie Wood.

Paralelamente à exposição, a revista de moda masculina Another Man assinou uma parceria com a banda para a sua edição primavera-verão 2016. Para além de apresentar os filhos de Jagger – Georgia May e Gabriel – na capa, a edição inclui uma entrevista do jornalista de moda Tim Blanks ao vocalista e uma história de 40 páginas com os icónicos figurinos e alguns arquivos inéditos do grupo.

“Exhibitionism” está patente na Saatchi Gallery até 4 de setembro. Depois de fechar portas na capital britânica, a exposição correrá 11 cidades à volta do globo durante quatro anos.







Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

--in via tradutor do google
The Stones in the museum.
After a historic concert in Havana and a new album announcement, behold, opens in London exhibition that relives 50 years dedicated to rock 'n' roll. "Exhibitionism" is evident in the Saatchi Gallery since last week and "introduces" the Rolling Stones in more than 500 objects.

The Rolling Stones continue to challenge the status quo with an exhibition that brings together for the first time, hundreds of items that retrace the route of the band, between chords, backstage, stage and life on the road.

Touted as the "first major exhibition of the group and the largest traveling exhibition of the kind ever staged", "Exhibitionism" opens the world of Stones fans - from its earliest days without resources, to share an apartment in London, behind the scenes of millions of dollars concerts.

After about three years of preparations, the show brought together more than 500 objects from the band files between instruments played by Keith Richards, Ronnie Wood and Charlie Watts or the book of Mick Jagger lyrics. "I do not think there has been something like this exhibition before," Jagger said, now 72, told Reuters.

The selection of work started in 2013, motivated perhaps by the success of the show "David Bowie Is", presented this year at the Victoria & Albert Museum in London (see In Bowie skin) and touring the world by 2018 (see Bowie to eternity).

For those who have not had the opportunity to see the Stones live, the exhibit features a recreation of scenes of the band's concerts, promoting the 3D experience to see the group on stage in "(I Can not Get No) Satisfaction" . "It's an amazing walk through my own life. For me, it's very emotional, "considered Keith Richards.

The colorful fashion of the Rolling Stones is also highlighted in the show - the Charlie Watts tartan fact in 1966 when Mick Jagger velvet jumpsuit, through Keith Richards antelope coat or the embroidery used copy in 2005 by Ronnie Wood.

Parallel to the exhibition, the men's fashion magazine Another Man has signed a partnership with the band for their spring-summer edition 2016. In addition to presenting the children of Jagger - Georgia May and Gabriel - on the cover, the edition includes an interview of journalist fashion Tim Blanks vocalist and a history of 40 pages with the costumes iconic and some unpublished files of the group.

"Exhibitionism" is evident in the Saatchi Gallery until September 4. After closing doors in the British capital, the exhibition will run 11 cities around the globe for four years.




Source: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário