Google+ Followers

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Cerimónia de entrega do F-84G ao Museu do Ar, Portugal.

No dia 23 de Junho de 2016 decorreu, no Aeródromo de Manobra N.º 1 (AM1) em Maceda/Ovar, a cerimónia de entrega do F-84G Thunderjet - número de cauda 5131 - ao Museu do Ar.



Ao longo de cerca de três anos e meio diversos militares do AM1 reconstruíram um F-84G Thunderjet, que foi agora entregue ao Museu do Ar para ocupar o lugar que lhe pertence na galeria dos aviões a reação.

Evento decorreu no AM1, em Maceda/Ovar 


Esta aeronave teve um longo e valioso contributo para a aeronáutica militar, entre 1953 a 1973. Contribuiu largamente para a capacidade operacional da Força Aérea e para a prontidão para o combate de inúmeros pilotos.

Na cerimónia – presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, General Manuel Teixeira Rolo - estiveram presentes vários dos elementos ligados ao F-84G no passado, que serviram o país e a Força Aérea ao operar com esta aeronave. O evento integrou-se no programa relacionado com a comemoração do Centenário da Aviação Militar portuguesa e do 64º aniversário da Força Aérea, na lógica de valorização e reforço de referências passadas e na procura de uma aproximação salutar entre gerações: a presente e as que serviram anteriormente na aviação militar, salvaguardando assim o dever de memória.

Em 2005, a inauguração do pólo do Museu do Ar em Ovar veio trazer à região um espólio composto por onze aeronaves em exposição, veículos de apoio diverso e um vasto conjunto de outros equipamentos/materiais relacionados com as mais diversas áreas de operação da força aérea. Releva-se ainda o desenvolvimento de várias atividades com a participação da comunidade envolvente, promovendo uma relação de proximidade da força aérea com a sociedade civil. Neste domínio salientam-se, para além dos mais de cem mil visitantes desde 2007 (17.400 em 2015), o restauro e conservação de várias aeronaves (Piper, T-A7P, Alouette III colocado no Museu da Guerra Colonial em Famalicão e o A-TP em exposição na porta d’armas do AM1).

A expressão mais recente do trabalho de restauro do F-84G constitui-se como uma componente cultural e de cidadania essencial para, através do conhecimento do passado, compreender o presente e planear o futuro.






Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor

Vamos compartilhar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário