Google+ Followers

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Museu Nacional da Escócia apresenta fóssil do ‘Monstro do Lago Storr’. --- National Museum of Scotland presents Fossil 'Monster of Lake Storr'

Cinco décadas após a descoberta, o verdadeiro monstro aquático escocês foi apresentado nesta segunda-feira ao público, numa exposição no Museu Nacional da Escócia. Não se trata do mítico monstro do Lago Ness, mas de um animal que realmente existiu, com quatro metros de comprimento, que nadava nos mares há 170 milhões de anos.


O fóssil desta criatura do Jurássico, com ventre volumoso, olhos salientes e um bico com centenas de dentes foi descoberto em 1966 na ilha de Skye pelo diretor de uma usina elétrica na região. Batizado como Monstro do Lago Storr, trata-se de um espécime quase intacto de ictiossauro, que desapareceu bruscamente dos oceanos dezenas de milhões de anos antes dos últimos dinossauros, após um reinado de 157 milhões de anos.

De acordo com Steve Brusatte, da Universidade de Edimburgo, “durante meio século o museu o manteve resguardado porque não possuíamos as técnicas necessárias para liberá-lo da densa rocha que o rodeava, e assim podermos estudá-lo”.

A identificação só foi possível agora, pelos paleontólogos Steve Brusatte, Nick Fraser e Stig Walsh. Eles reconstruíram uma imagem clara da enorme criatura, e a apresentaram como “a joia da coroa da pré-história escocesa”.



— As pessoas estão obcecadas pelo mito do Lago Ness, que é totalmente falso — disse Brusatte. — Mas não se dão conta de que existiram verdadeiros monstros marinhos.

De acordo com o pesquisador, os ictiossauros “eram maiores, mais horripilantes e fascinantes que o Nessie”, como apelidam os escoceses o monstro imaginário.




Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/museu-escoces-apresenta-fossil-do-monstro-do-lago-storr-20053021#ixzz4JVKwwsor

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.





--in via tradutor do google
National Museum of Scotland presents Fossil 'Monster of Lake Storr'

Five decades after the discovery, the true Scottish aquatic monster was presented Monday to the public, an exhibition at the National Museum of Scotland. This is not the mythical Loch Ness monster, but an animal that actually existed, with four meters long that swam the seas for 170 million years.

The fossil of this creature from the Jurassic, with voluminous belly, protruding eyes and a beak with hundreds of teeth was discovered in 1966 on the Isle of Skye by the director of a power plant in the region. Baptized as Monster Lake Storr, it is an almost intact ichthyosaur specimen, which suddenly disappeared from the oceans tens of millions of years before the last dinosaurs, after a reign of 157 million years.

According to Steve Brusatte of the University of Edinburgh, "for half a century the museum kept guarded because we did not have the necessary techniques to release it from the dense rock around him, and so we can study it."
The identification was made possible now by paleontologists Steve Brusatte, Nick Fraser and Stig Walsh. They rebuilt a clear picture of the enormous creature, and presented it as "the jewel in the Scottish prehistory crown."

- People are obsessed with the myth of the Loch Ness, which is totally false - Brusatte said. - But they do not realize that there were real sea monsters.
According to the researcher, the ichthyosaurs "were larger, more terrifying and fascinating that Nessie," as Surname Scottish imaginary monster.






Nenhum comentário:

Postar um comentário