Google+ Followers

domingo, 13 de novembro de 2016

Arte Sacra: Património português considerado «exemplo para a Europa». --- Sacred Art: Portuguese heritage considered 'example for Europe'

Lisboa, 11 nov 2016 (Ecclesia) – O presidente da Thesauri – Associação Internacional dos Museus e Tesouros da Igreja Católica, diz que “Portugal é um exemplo para a Europa, na conservação e valorização do património religioso”.



Bernard Berthod está no nosso país, por ocasião de um congresso do seu organismo que teve início hoje em Beja, e enalteceu o património nacional, considerando-o “extremamente valioso e essencial para o entendimento da história da religião católica e de uma Europa que foi construída, em grande parte, em torno da fé católica”.

O evento promovido pela Associação ‘Thesauri’, que trouxe até ao Alentejo alguns dos maiores especialistas no setor da Arte Sacra, tem como tema “A Materialidade do Imaterial: Olhares sobre os Lugares e os Objetos Devocionais”.

Segundo o responsável por esta organização, esta temática tem por base uma “preocupação que todos os conservadores de museus têm bem presente”, que é a de como falar às pessoas sobre o sagrado “num mundo cada vez mais secularizado”.

“Grande parte das nossas comunidades já não compreende o significado destes objetos, pois é a prática religiosa que lhes empresta valor. É dizer que a fé, a presença de Cristo na liturgia não é visível, mas existem meios que a tornam visível, e esses meios são as obras de arte. É preciso trabalhar para fazer valer esta dimensão espiritual da arte”, salientou.

Além da preocupação com a mensagem, com o modo de transmitir a arte sacra, o património religioso às pessoas, os agentes do setor destacam também a importância de “proteger esses objetos”.

“Há certamente a dificuldade de preservar estes objetos, de lutar também contra o furto de peças, que acontece em todos os países da Europa e do mundo”, frisou Bernard Berthod, para quem é essencial “sensibilizar o poder político” nesta matéria.

“Temos de trabalhar neste sentido, em parceria com as forças públicas, mostrar a nossa presença e boa vontade, e que os bispos, os arcebispos, as conferências episcopais se interessem pelo seu património”, completou o atual diretor do Museu de Arte Religiosa de Fourvière, em Lyon, França.

A associação ‘Thesauri’, fundada há 10 anos, reúne atualmente representantes de nações como Portugal, Espanha, França, Itália, Inglaterra, Suíça, Áustria, Alemanha, Holanda, Bélgica e Luxemburgo.

Tem como principal riqueza, referiu Bernard Berthod, a “troca de experiências” que ajudam cada participante a “crescer” na sua realidade, a “interrogar-se” acerca do seu contexto.

O congresso deste ano é como que um ‘regresso às origens’, uma vez que o encontro inicial da Thesauri teve precisamente lugar em Beja.

Para o diretor do Departamento do Património Histórico e Artístico (DPHA) da Diocese de Beja, é uma honra voltar a acolher este “fórum europeu por excelência”.

“Para nós o património é cada vez mais uma garantia de desenvolvimento. Se olharmos para os números e pensarmos que é sobretudo no campo do património cultural, religioso, natural, que o turismo tem vindo a crescer, compreendemos a necessidade de cada vez mais estarmos infraestruturados e preparados para acolher o grande número de visitantes que nos procura”, frisou José António Falcão.

A organização do congresso da Associação ‘Thesauri’, que começou hoje na igreja de Nossa Senhora ao Pé da Cruz, conta com o apoio do DPHA da Diocese de Beja, da autarquia local e do Centro UNESCO para a Arquitetura e a Arte Religiosa.

Um evento que traz a Portugal especialistas em Arte Sacra como Georges Kazan, da Escola de Arqueologia da Universidade de Oxford; Hermann Reidel, da Associação de Museus de Língua Alemã; Manuel Gracia Rivas, da Real Academia de la Historia, de Madrid; e Gäel Favier, da École Pratique des Hautes Études (Sorbona), de Paris.





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

O tempo voa, obras de arte são para a eternidade, sem rugas!





--in via tradutor do google

Lisbon, November 11, 2016 (Ecclesia) - The president of Thesauri - the International Association of Museums and Treasures of the Catholic Church, says that "Portugal is an example for Europe in the conservation and enhancement of religious heritage."

Bernard Berthod is in our country, during a congress of his organization that began today in Beja, and praised the national patrimony, considering it "extremely valuable and essential for understanding the history of the Catholic religion and a Europe that was Built, in large part, around the Catholic faith. "

The event promoted by the Association 'Thesauri', which brought to the Alentejo some of the greatest experts in the field of Sacred Art, has as its theme "The Materiality of the Imaterial: Looks at Places and Devotional Objects".

According to the person responsible for this organization, this theme is based on a "concern that all museum conservatives are well aware of", which is how to talk to people about the sacred "in an increasingly secularized world."

"Most of our communities no longer understand the meaning of these objects, because it is the religious practice that lends them value. It is to say that faith, the presence of Christ in the liturgy is not visible, but there are means that make it visible, and these means are works of art. It is necessary to work to assert this spiritual dimension of art, "he said.

Besides the concern with the message, with the way of transmitting sacred art, the religious heritage to the people, the agents of the sector also emphasize the importance of "protecting these objects".

"There is certainly the difficulty of preserving these objects, of fighting also against the theft of parts, which happens in all countries of Europe and the world," stressed Bernard Berthod, who is essential to "sensitize political power" in this matter.

"We must work in this direction, in partnership with the public forces, to show our presence and goodwill, and for bishops, archbishops and episcopal conferences to be interested in their heritage," added the current director of the Museum of Religious Art Fourvière in Lyon, France.

The association 'Thesauri', founded 10 years ago, currently brings together representatives from nations such as Portugal, Spain, France, Italy, England, Switzerland, Austria, Germany, the Netherlands, Belgium and Luxembourg.

Its main asset, Bernard Berthod said, is the "exchange of experiences" that help each participant to "grow" in their reality, to "interrogate" themselves about their context.

This year's congress is like a 'return to origins', since the initial meeting of Thesauri took place precisely in Beja.

For the director of the Department of Historic and Artistic Heritage (DPHA) of the Diocese of Beja, it is an honor to welcome this "European forum par excellence".

"For us heritage is increasingly a guarantee of development. If we look at the numbers and think that it is above all in the field of cultural, religious and natural heritage that tourism has been growing, we understand the need to be more and more infrastructurized and prepared to welcome the large number of visitors that are looking for us " , Stressed José António Falcão.

The organization of the Congress of the Association 'Thesauri', which began today in the church of Our Lady at the Foot of the Cross, is supported by the DPHA of the Diocese of Beja, the local authority and the UNESCO Center for Architecture and Religious Art.

An event that brings to Portugal specialists in Sacred Art as Georges Kazan, from the School of Archeology of Oxford University; Hermann Reidel, of the Association of German Language Museums; Manuel Gracia Rivas, from the Royal Academy of History, Madrid; And Gäel Favier of the École Pratique des Hautes Études (Sorbonne) in Paris.

Nenhum comentário:

Postar um comentário