Google+ Followers

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Zhenmushou - MAO - Museo d'Arte Orientale, Turin. --- Zhenmushou - MAO - Museu de Arte Oriental, Turim.

An imposing statue of a fantastic creature with a feline snout, long horns and wings, squatting on its haunches on a high base. It has a massive, square head, with a huge gaping mouth, bared teeth and square eyes. 


Two additional teeth can be seen along its upper lip, on either side of its wide, flat, three-lobed nose. Beneath its chin, a long beard stands out in relief on the chest; the sides of the head, face and neck are framed by a sort of mane consisting of two rigid crests marked with a series of parallel grooves. 

Two very long, wavy horns are grafted on the forehead, reminiscent of those of an Impala (African herbivore). The lower half of these is adorned by a row of horny protuberances and a short branch. This structure, significant by itself, is made even more imposing by a large branched crest motif rising from the back of the zhenmushou’s neck, like a five-pointed flame (huoyan). 

This has been cold painted in orange and is the only part of the statue that is not glazed. The glaze is cream and green on the horns, dark amber on the mane and jaws, and mainly green on the snout. The right eye is mottled brown and the left cream coloured. The massive body, with a protruding chest and concave abdomen, rests on its hind legs, barely outlined, and rises up on powerful front legs, with shaped knees and knuckles, terminating in bovine hooves. The forearms are streamlined. 

The mould line where the legs were joined to the rest of the body can be clearly seen beneath the glaze. A pair of fairly slender wings rises frontally from the creature’s shoulders: six pointed appendices, grooved in the centre, branch out and curve upwards from an oblong supporting surface with an irregular shape and a border marked in bas-relief, similar in appearance to armour. 

These “feathers” are glazed green, while the three-coloured marbling (green, amber and cream) on the rest of each wing runs down the cream-white legs to the green claws and base. With the exception of a large creamy yellow stripe from the neck to the abdomen, the rest of the zhenmushou’s body is glazed brown. The beast rests on a high base with an irregular shape, flat at the front and semi-circular at the back, with an expanded upper edge and four lateral holes. 

The surface of the pedestal, marbled in three colours, is grooved at the front by thin and apparently random mixtilinear marks. The glazing on the statue is very shiny and oily.


The leonine appearance of this protective creature perhaps alludes, together with the recurring flame motifs on the wings, mane, crest, etc., to Buddhist beliefs. Lions with unusual appearances, reminiscent of this statue, are found, for example, in Tang Dynasty sculpture in Longmen. 

Statues of this type, featuring sancai glazing, are typical of funeral artefacts from Henan and are mainly found in Tang tombs in the capital Luoyang. However, similar examples, with animal snouts, are different in size.

  • First half 8th century AD
  • Funerary sculpture
  • Tang
  • w26 x h86.2 cm
  • Comune di Torino
  • Sculpture




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Museo d'Arte Orientale


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

O tempo voa, obras de arte são para a eternidade, sem rugas!






--br via tradutor do google
Zhenmushou - MAO - Museu de Arte Oriental, Turim.

Uma estátua imponente de uma criatura fantástica com um focinho felino, chifres e asas longos, agachando em seus haunches em uma base elevada. Tem uma cabeça maciça, quadrada, com uma boca aberta enorme, dentes descobertos e olhos quadrados.

Dois dentes adicionais podem ser vistos ao longo de seu lábio superior, em ambos os lados de seu nariz largo, plano, de três lobos. Debaixo de seu queixo, uma longa barba se destaca em relevo no peito; Os lados da cabeça, do rosto e do pescoço são enquadrados por uma espécie de crina que consiste em duas cristas rígidas marcadas com uma série de sulcos paralelos.

Dois chifres longos e ondulados são enxertados na testa, lembrando os de um Impala (herbívoro africano). A metade inferior destes é adornada por uma fileira de protuberâncias córneas e um ramo curto. Essa estrutura, significativa por si mesma, é ainda mais imponente por um grande motivo de crista ramificada que se eleva da parte de trás do pescoço do zhenmushou, como uma chama de cinco pontas (huoyan).

Este foi pintado a frio em laranja e é a única parte da estátua que não é envidraçada. O esmalte é creme e verde nos chifres, âmbar escuro na juba e mandíbulas, e principalmente verde no focinho. O olho direito é manchado marrom eo esquerdo creme colorido. O corpo maciço, com um peito saliente e abdômen côncavo, repousa sobre as patas traseiras, mal delineadas, e se ergue sobre poderosas patas dianteiras, com joelhos e nódulos moldados, terminando em cascos de bovinos. Os antebraços são aerodinâmicos.

A linha do molde onde as pernas foram unidas ao resto do corpo pode ser claramente visto debaixo do esmalte. Um par de asas bastante esbeltas se levanta frontalmente dos ombros da criatura: seis apêndices apontados, ranhurados no centro, se ramificam e se curvam para cima a partir de uma superfície oblonga de apoio com uma forma irregular e uma borda marcada em baixo-relevo, semelhante em aparência a armadura .

Estas "penas" são verde-esverdeado, enquanto o marmoreio de três cores (verde, âmbar e creme) sobre o resto de cada asa corre para baixo as pernas de branco-creme para as garras verdes e base. Com exceção de uma grande faixa amarela cremosa do pescoço para o abdômen, o resto do corpo do zhenmushou é vidrado marrom. A besta repousa sobre uma base alta com uma forma irregular, plana na frente e semi-circular na parte traseira, com uma borda superior expandida e quatro buracos laterais.

A superfície do pedestal, mármore em três cores, é sulcado na parte dianteira por marcas mixtilinear finas e aparentemente aleatórias. O vidros sobre a estátua é muito brilhante e oleoso.

A aparência leonina desta criatura protetora talvez alude, juntamente com os motivos chama recorrentes nas asas, crina, crista, etc, para as crenças budistas. Leões com aparências incomuns, que remetem a esta estátua, são encontrados, por exemplo, na escultura da dinastia Tang em Longmen.

Estátuas deste tipo, com vidros sancai, são típicos de artefatos funerários de Henan e são encontrados principalmente em túmulos Tang na capital Luoyang. No entanto, exemplos semelhantes, com focinhos de animais, são de tamanho diferente.

Primeira metade do século VIII dC
Escultura funerária
Espiga
W26 x h86,2 cm
Comune di Torino
Escultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário