Google+ Followers

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

The municipality of Vila Velha, in the state of Espirito Santo, Brazil, holds a degree in cultural heritage and plans a valuation action. --- O município de Vila Velha, no Estado do Espírito Santo, Brasil, titula congo como Patrimônio Cultural Imaterial e planeja ação de valorização.

After a December signaling on the possibility of making Congo an Intangible Cultural Heritage of the Municipality of Vila Velha, the City Hall confirmed last Tuesday (24) the declaration. As a result, the Congo is indeed a patrimony and, of course, also the responsibility of the municipality to value, promote and promote cultural manifestation, keeping it firm and strong for the next generations.




The bill, authored by councilor Andinho Almeida (PV), was sanctioned by Mayor Max Filho and published in the Official Gazette with the title of Law 5,820. Now, the members of the Municipal Council of Culture must gather to insert the Congo in the Book of Registration of Celebrations and Folguedos.

After pulling this necessary responsibility for itself, the city already begins to highlight the events of Barra do Jucu signaling ways to value the cultural pole. It is worth remembering that Barra do Jucu is one of the areas of Vila Velha that most concentrate on the congo and that for some time has moved independently to generate visibility for artists, cultural producers and congo manifestations.

According to a survey by the city hall, Vila Velha now has approximately 68 bands of Congo. And the first attempt of appreciation of the Congo has already been announced. The municipality plans to add in the famous Feast of Penha (photo next to), which has annual realization in the period next to Easter Sunday, the 1st Mast of Our Lady of Penha. The proposal is to pay tribute to the patroness of the State, Nossa Senhora da Penha, in the middle of the party that attracts devotees, tourists and is considered one of the most important of the Great Victory.

In a meeting held last Saturday (21), between the city hall, representatives of the Festa da Penha and congo bands from Vila Velha and several other municipalities, the organization of the 1st Mast Station of Nossa Senhora da Penha was discussed. However, dates and logistics will still be defined, what can be anticipated is that the action will count on the cut of the mast, moment of loading it by a certain route, fixed and fixation, that until then will be next to the palm trees in the top Hill of the Penha Convent.

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,

mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 
A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 
but what modifies the way of looking and hearing.


--br via tradutor do google


O município de Vila Velha, no  Estado do Espírito Santo, Brasil,  titula congo como Patrimônio Cultural Imaterial e planeja ação de valorização..

Após um dezembro de sinalização sobre a possibilidade de tornar o Congo um Patrimônio Cultural Imaterial do Município de Vila Velha, a Prefeitura confirmou na última terça-feira (24) a declaração. Com isso, o congo passa de fato a ser patrimônio e, claro, responsabilidade também do município em valorizar, fomentar e promover a manifestação cultural, mantendo-a firme e forte para as próximas gerações.

O projeto de lei, sob autoria do vereador Andinho Almeida (PV), foi sancionado pelo prefeito Max Filho e publicado no Diário Oficial com o título de Lei 5.820. Agora, os membros do Conselho Municipal de Cultura devem se reunir para inserir o congo no Livro de Registro de Celebrações e Folguedos.

Após puxar essa responsabilidade necessária para si, a prefeitura já começa a destacar os eventos da Barra do Jucu sinalizando formas de valorização do polo cultural. Vale lembrar que a Barra do Jucu é um dos espaços de Vila Velha que mais concentram manifestações do congo e que, há algum tempo tem se movimentado de forma independente para gerar visibilidade para artistas, produtores culturais e para as manifestações de congo.

De acordo com levantamento da prefeitura, Vila Velha possui hoje aproximadamente 68 bandas de congo. E a primeira tentativa de valorização do congo já foi anunciada. O município planeja adicionar na famosa Festa da Penha (foto ao lado), que tem realização anual no período próximo ao Domingo de Páscoa, a 1º Fincada de Mastro de Nossa Senhora da Penha. A proposta é fazer uma homenagem à padroeira do Estado, Nossa Senhora da Penha, em meio à festa que atrai devotos, turistas e se configura como umas das mais importantes da Grande Vitória.

Numa reunião realizada no último sábado (21), entre prefeitura, representantes da Festa da Penha e de bandas de congo de Vila Velha e de diversos outros municípios, foi discutida a organização da 1º Fincada de Mastro de Nossa Senhora da Penha. Contudo, datas e logística ainda serão definidas, o que já pode ser adiantado é que a ação contará com a cortada do mastro, momento de carregá-lo por certo trajeto, fincada e fixação, que até então será ao lado das palmeiras no alto do morro do Convento da Penha.



Nenhum comentário:

Postar um comentário