Google+ Followers

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Castelo Branco: Museum of Textiles is the concretization of a collective dream. - Castelo Branco: Museu dos Têxteis é a concretização de um sonho coletivo --

It was inaugurated on Saturday, the 29th, the Museum of Textiles, Cebolais de Cima. The museum housed in the former factory of Corga, represents an investment of about 1 million euros.


The inauguration of the space that was attended by hundreds of people, mostly inhabitants of Cebolais and Retaxo, went to Luís Correia, one of the moments "more emotional as a mayor."

The mayor confessed that this project represented a risk, since since the goal was to create a museum alive, with the machines to work, and was not sure that this was achieved, since the factory was closed many years ago, since 1996 

An assumed risk, which Luis Correia now says "was very worthwhile".

"We had some doubts about what we were going to do, because we were not sure we could get all the machines to work." "We always wanted to make a living, interactive museum. The inauguration.


Luís Correia explains that the Museum of Textiles is part of the network of museums of the county, are already 9, and will be a pole of attraction of visits to the parish of Cebolais / Retaxo.

"I am sure that it is an infrastructure that will pride the county and contribute to the development of this parish," adds the mayor.

During the visit visitors can watch the entire carding and spinning process, as it was done since the 1950s, with the machines in full operation, in two pavilions. The museum space is also made up of a small support bar and a garden with dye plants.

Miguel Vaz, president of the Town Council of Cebolais / Retaxo considers that the Museum of Textiles is now "a tribute to all those who contributed to the development of this industry, which has contributed so much to the development of the two localities."


"This Museum is the best testimony of our history, because here we complete the usual reports, with images (newspaper clippings and old photographs) with documents, and best of all the machines ... the ones in which it is still possible "This Museum is us, our parents, our grandparents, and it is from here that we will be able to convey all this, to our children and to all who visit us," said Miguel Vaz, The realization of a "collective dream".


The Museum will be open during the month of August just for residents and emigrants of Cebolais / Retaxo, opens to the public on September 1, as all museums closed on Mondays.







Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,
mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 
A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 

but what modifies the way of looking and hearing.



--pt
Castelo Branco: Museu dos Têxteis é a concretização de um sonho coletivo 

Foi inaugurado no sábado, dia 29, o Museu dos Têxteis, nos Cebolais de Cima. O museu instalado na antiga fábrica da Corga, representa um investimento de cerca de 1 milhão de euros.



A inauguração do espaço que contou com a presença de centenas de pessoas, na maior parte habitantes dos Cebolais e Retaxo, foi para Luís Correia, um dos momentos "mais emotivos enquanto presidente de câmara".

O autarca confessa que este projeto representou um risco, pois desde sempre que o objetivo era criar um museu vivo, com as máquinas a trabalhar, e não havia a certeza que tal fosse conseguido, pois a fábrica estava fechada há já muitos anos, desde 1996.

Um risco assumido, que agora Luís Correia diz "valeu muito a pena".

"Havia algumas dúvidas do que íamos concretizar, pois não tínhamos a certeza que conseguiríamos colocar todas as máquinas a trabalhar. O nosso objetivo sempre foi fazer um museu vivo, interativo. Hoje podemos dizer que valeu mesmo a pena o risco" afirmou o autarca após a inauguração.

Luís Correia explica que o Museu dos Têxteis faz parte da rede de museus do concelho, são já 9, e será um polo de atração de visitas à freguesia de Cebolais/Retaxo.

"Tenho a certeza que é uma infraestrutura que orgulhará o concelho e contribuirá para o desenvolvimento desta freguesia" acrescenta o autarca.

Durante a visita os visitantes podem assistir a todo o processo de cardação e de fiação, tal como ele era feito desde os anos 50, com as máquinas em pleno funcionamento, em dois pavilhões. O espaço museológico é composto ainda por um pequeno bar de apoio, e um jardim com plantas tintureiras.


Miguel Vaz, presidente da Junta de Freguesia de Cebolais/Retaxo considera que o Museu dos Têxteis é agora, "uma homenagem a todos aqueles que contribuíram para o desenvolvimento desta industria, que tanto contribuiu para o desenvolvimento das duas localidades".


"Este Museu é o melhor testemunho da nossa história, porque aqui completam-se os relatos de sempre, com imagens (recortes de jornal e fotografias antigas), com documentos, e o melhor de tudo as máquinas… as tais em que ainda é possível sentir os tais cheiros. Este Museu somos nós, os nossos pais, os nossos avós, e é a partir daqui que vamos conseguir transmitir tudo isto, aos nossos filhos e a todos os que nos visitem" afirmou emocionado Miguel Vaz que considera a criação do museu a concretização de um "sonho coletivo".

O Museu vai estar aberto durante o mês de agosto apena para moradores e emigrantes de Cebolais/Retaxo, abre ao público a 1 de setembro, como todos os museus encerra às segundas-feiras.






Nenhum comentário:

Postar um comentário