Google+ Followers

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Historical Museum of the Municipality of Krakow, Pomorska Street, ul. Pomorska 2

This branch of the Historical Museum of the City of Krakow is located in the Silesian House, built in the 1930's as a youth hostel and dormitory for students from Silesia. During the Second World War it became a detention centre for the Nazi political police force, the Gestapo. Throughout the occupation, the building of the Silesian House was a place of torture and suffering for thousands of Poles and people of other nationalities. In the spaces of the first and second storeys, interrogations were conducted of people from the prison on ul. Montelupich. In the cellars, which were converted into cells, people were held after arrests. Gestapo officers subjected the prisoners to brutal torture, which sometimes led to crippling injuries and deaths. On the walls of the three spaces used as cells, original inscriptions from the years 1943 to 1945 (about 600 altogether) were left by the interrogation victims.



The basic mission of the branch is to care for this historic site of suffering of many thousands of Poles - the cells of the former Gestapo detention centre in Krakow. The permanent exhibit, entitled "Between the Gestapo and the NKVD. Repressions of Cracovians 1939-1945-1956", presents the most important events of Krakow's history between 1936 - 1956.

The museum has prepared a new tour route, known as the "Route of Remembrance”. It consists of three museum branches: the Oskar Schindler Enamelware Factory, the Eagle Pharmacy, and Pomorska Street. The concept of the route is to display the tragic wartime history of Krakow.

--
The Royal City of Krakow is the most recognizable Polish brand in the world - a magical city referred to as "the Athens of the North" or "the Slavic Rome". 

For centuries it has attracted visitors from every corner of the globe with its unique atmosphere, rich traditions and the inexplicable genius loci which continues to infuse both artists and ordinary people with a special energy as they stroll through the city. In this space filled with history, art, architecture, legends and lyrical nostalgia, the historical past is harmoniously intertwined with the richness of contemporary artistic, cultural, academic, business and social life. Every year, more than 40 festivals and about 3,000 concerts and performances take place in Krakow. The cultural calendar abounds in prestigious events such as Misteria Paschalia, the Jewish Culture Festival or the Sacrum Profanum, recognized by the British magazine "Gramophone" as one of the world's most fascinating cultural events. Krakow has a virtually unlimited potential of tourist attractions. The city successfully combines historical prestige with the quality of life of a modern metropolis. In 2009, nearly 8 million guests visited the city. The rapid development of Krakow's transport and tourist infrastructure has made it a frequent venue of symposiums, conferences and business meetings. 

Krakow's history mirrors Poland's national identity and resonates with a deep cultural heritage stretching back for a millennium. Nowhere else can you find so many treasures of Polish culture and such a dense concentration of monuments and traces of the lives of distinguished people, including scientists and artists. Fully one quarter of the nation's art collections are housed and maintained in Krakow! The largest monument site in Poland is also situated in the city - Wawel, which encompasses over 6,000 priceless architectural objects. Krakow's museums are home to the nation's largest collection of works of art, and they make up an integral part of the city's landscape. This collection contains such gems as Hans Dorn's 15th-century sky globe, and the most precious relic of the region's pre-Christian Slavic society - the stone Zbruch Idol, dating from the turn of the 10th century. 

In acknowledgement of Krakow's contribution to world culture, the city's historical and architectural Old Town was registered by UNESCO in the 1st World Cultural Heritage List in 1978. The decision states that "Krakow grants to future generations this unique collection of monuments of ancient culture - outstanding works of art and architecture". 

Thanks to its artistic atmosphere, extraordinary architecture, abundance of monuments and, most of all, its everyday celebration of culture and art, Krakow was awarded the prestigious title of "European Capital of Culture" by the European Union in 2000. 

Following this momentous distinction, Krakow has recently received a large number of prestigious recommendations. Its historical Main Market Square was selected by the readers of "National Geographic" as one of the 30 most beautiful places in the world. As many as 16 restaurants from Krakow have been included in the red Michelin guidebook and, according to the American bi-weekly "Forbes", Krakow is Poland's second most attractive city for business. 





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti 

mhk.pl/oddzialy/ulica_pomorska

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Vamos compartilhar.




--br
Museu Histórico da Câmara Municipal de Cracóvia, Pomorska Street, ul. Pomorska 2

Esta filial do Museu Histórico da Cidade de Cracóvia está localizado no Silesian House, construído na década de 1930 como um albergue da juventude e dormitório para estudantes de Silésia. Durante a Segunda Guerra Mundial, tornou-se um centro de detenção para a polícia política nazista, a Gestapo. Ao longo da ocupação, o prédio da Silésia House foi um lugar de tortura e sofrimento para milhares de poloneses e pessoas de outras nacionalidades. Nos espaços dos primeiro e segundo andares, os interrogatórios foram realizados de pessoas da prisão em ul. Montelupich. Nas caves, que foram convertidos em células, as pessoas foram realizadas após as detenções. Oficiais da Gestapo submetidos os prisioneiros à tortura brutal, que às vezes levou a lesões incapacitantes e mortes. Nas paredes dos três espaços utilizados como células, inscrições originais a partir dos anos 1943-1945 (cerca de 600 no total) foram deixados pelas vítimas de interrogatório.

A missão básica do ramo é cuidar para este sítio histórico de sofrimento de muitos milhares de poloneses - as células do antigo centro de detenção Gestapo em Cracóvia. A exposição permanente, intitulada ". Entre a Gestapo eo NKVD repressões de Cracovians 1939-1945-1956", apresenta os eventos mais importantes da história de Cracóvia entre 1936-1956.

O museu tem preparado uma nova rota de turismo, conhecido como o "Route of Remembrance" Ele consiste em três ramos do museu:.. O Oskar Schindler Enamelware fábrica, a Águia de Farmácia, e Pomorska Rua O conceito da rota é para exibir o tempo de guerra trágica história de Cracóvia.

-
A cidade real de Cracóvia é a marca mais reconhecível polaco no mundo - uma cidade mágica referida como "a Atenas do Norte" ou "eslavo Roma".

Durante séculos, tem atraído visitantes de todos os cantos do globo com a sua atmosfera única, tradições ricas e genius loci inexplicável que continua a infundir ambos os artistas e pessoas comuns com uma energia especial como eles passeiam pela cidade. Neste espaço cheio de história, arte, arquitetura, lendas e lírico nostalgia, o passado histórico é harmoniosamente entrelaçadas com a riqueza de contemporâneo artístico, cultural, acadêmica, empresarial e da vida social. Todos os anos, mais de 40 festivais e cerca de 3.000 concertos e apresentações acontecem em Cracóvia. O calendário cultural abunda em eventos de prestígio, tais como Misteria Paschalia, o Festival da Cultura Judaica ou o Sacrum Profanum, reconhecidos pela revista britânica "Gramophone" como um dos eventos culturais mais fascinantes do mundo. Cracóvia tem um potencial praticamente ilimitado de atrações turísticas. A cidade combina com sucesso histórico prestígio com a qualidade de vida de uma metrópole moderna. Em 2009, quase 8 milhões de pessoas visitaram a cidade. O rápido desenvolvimento dos transportes e infra-estrutura turística de Cracóvia tornou um local freqüente de simpósios, conferências e reuniões de negócios.

História de Cracóvia espelha a identidade nacional da Polónia e ressoa com uma herança cultural que remonta profunda por um milênio. Em nenhum outro lugar você pode encontrar muitos tesouros da cultura polonesa e uma concentração tão denso de monumentos e vestígios de vida das pessoas ilustres, incluindo cientistas e artistas. Totalmente quarto das coleções de arte do país estão alojados e mantidos em Cracóvia! O maior site de monumento na Polônia também está situado na cidade - Wawel, que engloba mais de 6.000 objetos arquitetônicos de valor inestimável. Museus de Cracóvia estão abriga a maior coleção da nação de obras de arte, e eles fazem-se parte integrante da paisagem da cidade. Esta coleção contém pérolas como céu globo de Hans Dorn do século 15, e a relíquia mais preciosa da sociedade eslava pré-cristã da região - a pedra Zbruch Idol, que datam do fim do século 10.

Em reconhecimento da contribuição de Cracóvia para a cultura mundial, histórico e arquitectónico da Cidade Velha da cidade foi tombada pela Unesco na Lista de Patrimônio Cultural da Humanidade 1 em 1978. A decisão precisa que "subsídios Cracóvia para as gerações futuras esta colecção única de monumentos da cultura antiga - excelente obras de arte e arquitetura ".

Graças à sua atmosfera artística, arquitetura extraordinária, a abundância de monumentos e, acima de tudo, a sua celebração quotidiana da cultura e da arte, Cracóvia foi agraciado com o prestigioso título de "Capital Europeia da Cultura" pela União Europeia em 2000.


Seguindo esta distinção importante, Cracóvia recebeu recentemente um grande número de recomendações de prestígio. Sua histórica Praça do Mercado foi escolhido pelos leitores da "National Geographic" como um dos 30 lugares mais bonitos do mundo. Como muitos como 16 restaurantes de Cracóvia foram incluídos no guia Michelin vermelho e, de acordo com a American bi-semanal "Forbes", Cracóvia é a segunda cidade mais atraente da Polónia para o negócio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário