Google+ Followers

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Jogos Mundiais de Capoeira destacam a Década Internacional de Afrodescendentes, Rio de Janeiro, Brasil. -- Capoeira World Games highlight the International Decade of African Descent, Rio de Janeiro, Brazil.

Encontro reuniu mais de 5 mil capoeiristas no Cais do Valongo, onde as histórias do Brasil e África se misturam. Representante das Nações Unidas falou sobre a Década Internacional de Afrodescendentes 




Considerada pela UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, a capoeira é uma arte que aproxima as histórias do Brasil e da África. Nascida no Brasil durante o período da escravidão, entre os séculos XVI e XIX, a capoeira não apenas cresceu no continente africano como se propagou pelo mundo.






Fundador e presidente do Abadá Capoeira, Mestre Camisa sintetiza a história da capoeira: "Engravidou no navio negreiro e veio nascerem terra brasileira, sem médico e sem parteira, assim nasceu a capoeira".

"A capoeira surgiu como luta de resistência. Então, era arte, dança, acrobacia... Uma arte com várias artes. A razão da existência da capoeira é mais importante do que o jogo em si. Ela tem o sentido da liberdade", conta Mestre Camisa, lembrando a importância do encontro que reuniu, no último sábado (22), mais de 5 mil capoeiristas no Cais do Valongo, onde as histórias do Brasil e Africa se misturam.

Vivendo em Portugal há 16 anos, Mestrando Cascão, que foi aluno de Mestre Camisa, destaca que a capoeira é rica por agregar muitos valores e assumir diferentes formas, já que, em muitos momentos, o capoeirista precisa ser lutador, ou poeta, ou artista.

"A capoeira é uma herança nossa da escravidão. Os africanos trouxeram os elementos para que ela nascesse, assimcomo as religiões de matrizes africanas. Em Angola, vemos a capoeira na luta da bassula (onde um derruba o outro usando o pescoço e cintura), por exemplo. Isso só foi possível por conta da interação com os escravos africanos", completou Cascão.

A Roda de Capoeira foi inscrita na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO em novembro de 2014. O anúncio foi feito na sede da organização, em Paris (França).

No contexto da Década Internacional de Afrodescendentes, a ONU esteve presente no encontro para destacar o papel da capoeira na cultura e como instrumento de paz. O debate, que ocorreu no último sábado (22), reuniu Humberto Adami, presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra; Frei David, representante da ONG Educafro; Gustavo Barreto, do Centro de Informação da ONU para o Brasil (UNIC Rio); Flávio Gomes, historiador; Mestre Camisa, presidente fundador da Abadá-Capoeira; Julio Cesar de Souza, antropólogo; e os desembargadores Paulo Rangel e Ivone Ferreira Caetano.



http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/no-rio-jogos-mundiais-de-capoeira-destacam-a-decada-internacional-de-afrodescendentes

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Vamos compartilhar.





--in
Capoeira World Games highlight the International Decade of African Descent, Rio de Janeiro, Brazil.

Meeting brought together more than 5000 capoeiristas in Valongo's Wharf, where the stories of Brazil and Africa are mixed. UN representative spoke on the International Decade of African Descent

Considered by UNESCO as Intangible Cultural Heritage of Humanity, capoeira is an art that brings the stories of Brazil and Africa. Born in Brazil during the period of slavery, between the sixteenth and nineteenth centuries, capoeira not only grown in Africa and spread around the world.



Video 5: 17min

https://www.youtube.com/watch?v=5RnVErXEW4s&feature=youtu.be



Founder and president of Abada Capoeira, Mestre Camisa summarizes the history of capoeira, "got pregnant on the slave ship and came born Brazilian land, no doctor and no midwife, was born capoeira".

"Capoeira emerged as a resistance fight. So it was art, dance, acrobatics ... An art with various arts. The reason for the existence of capoeira is more important than the game itself. It has the sense of freedom" Account Master Shirt, recalling the importance of the meeting that gathered on Saturday (22), over 5000 capoeiristas in Valongo's Wharf, where the stories of Brazil and Africa are mixed.

Living in Portugal for 16 years, Master Smudge, who was master student shirt, highlights that capoeira is rich by adding many values ​​and take different forms, since, in many instances, the capoeirista needs to be fighter, or poet, or artist .

"Capoeira is a heritage our slavery. The Africans brought elements for she was born, sized taxa as well religions of African origin. In Angola, we see the roost in the fight bassula (where one drops the other using the neck and waist) for example. This was only possible due to the interaction with African slaves, "he added Smudge.

The Roda de Capoeira was inscribed on the Representative List of the Intangible Cultural Heritage of Humanity by UNESCO in November 2014. The announcement was made at the organization's headquarters in Paris (France).


In the context of the International Decade of African Descent, the UN was present at the meeting to highlight the role of poultry in culture and as an instrument of peace. The debate, which took place last Saturday (22) met Humberto Adami, president of the National Slavery Black Truth Commission; David Frei, representative of Educafro NGOs; Gustavo Barreto, the UN Information Center for Brazil (UNIC Rio); Flavio Gomes, historian; Mestre Camisa, founder president of the Abada-Capoeira; Julio Cesar de Souza, an anthropologist; and the judges Paulo Rangel and Ivone Ferreira Caetano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário