Google+ Followers

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

The National Museum of Oman. -- Museu Nacional de Omã

Formerly known as the Museum of Bait Assayed / Nadir bin Faisal bin Turki, is a national museum, located off A'Noor Street in Ruwi, Oman.




Established in 1978, the museum contains silver ornaments, copper crafts and displays of Omani ships. The museum has a section dedicated to the belongings of Al Busaidi dynasty, and the rulers of Zanzibar. The museum also has a highly important 8th century letter by the Prophet Mohammed to the rulers of Oman spreading the Islamic faith to the country.

The museum also has a number of display items like bangles, jewelry, pendants and copper items and some personal belongings of Al Sayyidah Salimah Bint Said Bin Sultan, which includes much of the museums silverware.

With displays of jewellery, costumes and dowry chests, this museum has its moments. A mural and collection of boats celebrating Oman’s seafaring heritage are probably the best part of a tired collection that is soon to be completely revamped and given superb new quarters opposite the Sultan's palace in old Muscat.

The National Museum building was designed by internationally experienced architects and represents the culmination of a series of museum projects administered by the Ministry of Heritage and Culture. It will work as a modern museum with a window that opens up to the Oman’s historical and cultural scene. The National Museum is built over an area of 25,000 square metres in Muscat city, close to the al-‘Alam Palace, where it harmonises with its surroundings that embrace various cultural, historical and tourism potential.

The objective behind the establishment of the National Museum was to preserve the assets of Oman’s heritage and maintain material and spiritual possessions that make up the history of Oman as well as its culture and arts. The museum will highlight the cultural and historical dimensions of the Sultanate of Oman by using and adopting best practices and standards in the field of museums including administration, collections management and exhibitions. The museum is also distinguished for embracing elements and special activities such as visitor services, museum education, research, publishing, public relations, marketing and museum security systems.

The construction area of the museum is 13,000 square metres with 4,000 square metres of this area dedicated to thirteen permanent exhibition halls that feature different fields. Among these halls are Earth and Man, Maritime History, Weapons, Cultural Achievements, Aflaj, Coins, Pre-history and Ancient Ages, Oman and the Outer World, the Majesty of Islam and the Renaissance Era. The museum includes a hall for temporary exhibitions built to international standards.

Among the other halls of the museum is one where visitors can examine pieces on display under the supervision of a member of staff. There are also other halls where visitors can directly interact with restored and conserved pieces.

The museum contains an education centre and lecture hall that are equipped with integrated equipment and learning systems for people with special needs and students of various ages. It also has a conservation centre, which is considered unique in the Middle East. There are also specialised facilities to support the collections management program including stores, workshops and laboratories, in addition to service facilities that include a restaurant, a coffee shop and a gift shop.

The museum’s display cases have been designed according to scientific standards, following those in a number of the world's leading museums, thus ensuring the optimum quality of displays and methods of dealing with collections through advanced technological methods being implemented in the museum, which will be unique to Oman. The National Museum has the largest display cases in the world.

The museum applies a series of remarkable interpretative procedures to convey cultural messages to all segments of society through the development of an interactive and integrated system. Besides labelling all displays, special systems have been provided to enable people suffering visual impairment to interact with museum facilities through an open display and Braille language symbols, creating direct tactile contact with the pieces, which follows direct interaction with objects that is common in local Arabic culture.

To enable families and children to interact with museum facilities, a number of halls have been allocated for cultural exercises and educational games. The museum will contain a wide range of digital interpretation systems, including television screens, interactive presentations and audio systems that will be used in presenting Oman’s intangible heritage.

In addition to these interpretative systems there will be a cinema hall provided with 3D technology for displaying rich documentary films that reflect subtle cultural principles. These halls are particularly aimed at visitors who do not have time to stroll around the exhibition halls and different sections.

The museum houses more than five thousand archaeological pieces that reveal various historical periods of Oman’s history, since the beginning of human settlement to the present time, through a systematic and integrated conservation system. The Ministry has signed a memorandum of understanding for cooperation with the Calouste Gulbenkian Foundation, a prestigious institution based in Portugal, and to initiate this cooperation, the Ministry invited a team of specialists to study two thousand archaeological pieces to assess their physical condition in order to develop a practical program for the rehabilitation of collections, which will start in 2013. The foundation has also conducted laboratory studies to determine the quality of the soil and materials used in building the museum so as to develop a risk management programme to control the safety of the collections. The foundation has also prepared precise criteria for environmental factors required for the display cases and exhibition halls.

One essential part of the structure of the National Museum is designed to deal with different types and age groups of visitors. It aims to serve all visitors, but for those with only a short time to visit the museum there are specific tours for this purpose. Through these guides they can get a general idea of the history of Oman with its various areas. In addition the cinema will show a twelve to fifteen-minute 3D film summarising Oman’s entire history.

Visitors who have more time can tour the various facilities of the museum such as the Maritime History Hall, which relates to one of Oman’s coastal cities. If visitors wish to visit one of the castles and forts mentioned in the Cultural Achievements Hall, they can travel to the actual sites to enjoy a full cultural experience.

To enrich the museum with tangible evidence that expresses Oman’s heritage and culture, the Ministry communicates with the community to obtain important new collections of historical and aesthetic artefacts by purchasing or borrowing them for display with the museum’s other collections. This program includes anything related to traditional handicrafts in various forms, old and rare photographs, original manuscripts, documents and old correspondence, traditional navigation tools, al-raḥmāniyyāt (guides) records of falajs, and the old tools used in their construction and maintenance, banknotes and coins traded in old Oman, rare postage stamps, fine art works by pioneering Omani artists and archaeological finds.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.



--br via tradutor do google
O Museu Nacional de Omã, conhecido anteriormente como o Museu de Bait testados / Nadir bin Faisal bin Turki, é um museu nacional, localizado fora A'Noor Street em Ruwi, Omã.

Fundada em 1978, o museu contém ornamentos de prata, cobre artesanato e mostra de navios de Omã. O museu tem uma seção dedicada aos pertences da dinastia Al Busaidi, e os governantes de Zanzibar. O museu também tem uma carta século 8 altamente importante pelo Profeta Maomé para os governantes de Omã difundir a fé islâmica para o país.

O museu também tem uma série de itens de exibição, como pulseiras, jóias, pingentes e objetos de cobre e alguns pertences pessoais de Al Sayyidah Salimah Bint disse que Bin Sultan, que inclui grande parte da prataria museus.

Com exposições de jóias, trajes e baús dote, este museu tem seus momentos. Um mural e recolha de barcos que comemoram o património marítimo de Omã são provavelmente a melhor parte de uma coleção cansada que está prestes a ser completamente renovada e dado novos bairros soberba em frente do palácio do sultão em Muscat de idade.

O edifício do Museu Nacional foi projetado pelos arquitetos com experiência internacional e representa o culminar de uma série de projetos de museus administrados pelo Ministério do Património e Cultura. Ele funcionará como um museu moderno, com uma janela que se abre para a cena histórica e cultural do Omã. O Museu Nacional é construído sobre uma área de 25.000 metros quadrados na cidade de Muscat, perto do Palácio al-'Alam, onde se harmoniza com os seus arredores que abraçam vários cultural, histórico e potencial turístico.

O objetivo por trás da criação do Museu Nacional era preservar os bens da herança de Omã e manter bens materiais e espirituais que formam a história de Omã, bem como a sua cultura e as artes. O museu irá destacar as dimensões culturais e históricos do Sultanato de Omã, utilizando e adoptando as melhores práticas e normas no domínio dos museus, incluindo a administração, gestão de colecções e exposições. O museu também destaca-se por elementos e atividades especiais, tais como serviços de visitante, educação em museus, pesquisas, publicações, relações públicas, marketing e sistemas de segurança museu abraçando.

A área de construção do museu é de 13.000 metros quadrados com 4.000 metros quadrados de área dedicada a treze salas de exposição permanente que apresentam diferentes campos. Entre essas salas são a Terra eo Homem, História Marítima, Armas, realizações culturais, aflaj, moedas, Pré-história e idades antigas, Omã e do mundo exterior, a Majestade do Islã e da era do renascimento. O museu inclui uma sala para exposições temporárias construídas com padrões internacionais.

Entre as outras salas do museu é um onde os visitantes podem examinar peças em exposição sob a supervisão de um membro da equipe. Há também outras salas onde os visitantes podem interagir diretamente com peças restauradas e conservadas.

O museu contém uma sala de centro de educação e palestras que são equipados com equipamentos e sistemas integrados de aprendizagem para pessoas com necessidades especiais e alunos de várias idades. Ele também tem um centro de conservação, a qual é considerada única no Médio Oriente. Há também instalações especializadas para apoiar o programa de gerenciamento de coleções, incluindo lojas, oficinas e laboratórios, além de instalações de serviços que incluem um restaurante, um café e uma loja de presentes.

Casos de exposição do museu foram projetados de acordo com padrões científicos, seguindo aqueles em um número de museus mais importantes do mundo, garantindo assim a qualidade ideal de displays e métodos de lidar com coleções através de métodos tecnológicos avançados sendo implementadas no museu, que será exclusivo para Omã. O Museu Nacional tem as maiores vitrines do mundo.

O museu aplica uma série de notáveis ​​procedimentos interpretativos para transmitir mensagens culturais para todos os segmentos da sociedade através do desenvolvimento de um sistema interativo e integrado. Além de rotular todos os displays, sistemas especiais foram fornecidos para permitir que as pessoas que sofrem deficiência visual para interagir com instalações do museu através de uma tela aberta e símbolos da linguagem Braille, criando contato tátil direto com as peças, que segue a interação direta com objetos que é comum em árabe locais cultura.

Para permitir que as famílias e as crianças a interagir com instalações do museu, foram atribuídos um número de salas para exercícios culturais e jogos educativos. O museu contém uma ampla gama de sistemas de interpretação digitais, incluindo telas de televisão, apresentações interativas e sistemas de áudio que serão usadas na apresentação de patrimônio intangível de Omã.

Além desses sistemas interpretativos haverá uma sala de cinema fornecida com a tecnologia 3D para a exibição de filmes documentais ricos que refletem princípios culturais sutis. Estas salas são especialmente voltado para os visitantes que não têm tempo para passear pelas salas de exposições e diferentes seções.

O museu abriga mais de cinco mil peças arqueológicas que revelam vários períodos históricos da história de Omã, desde o início da ocupação humana até o presente momento, através de um sistema de conservação sistemática e integrada. O Ministério assinou um memorando de entendimento para a cooperação com a Fundação Calouste Gulbenkian, uma instituição de prestígio com sede em Portugal, e de dar início a essa cooperação, o Ministério convidou uma equipe de especialistas para estudar duas mil peças arqueológicas para avaliar a sua condição física, a fim de desenvolver um programa prático para a reabilitação das coleções, que terá início em 2013. A fundação também conduziu estudos de laboratório para determinar a qualidade do solo e dos materiais utilizados na construção do museu, de modo a desenvolver um programa de gestão de risco para controlar a segurança dos Coleções. A fundação também preparou critérios precisos para fatores ambientais necessários para os casos de exposição e salas de exposições.

Uma parte essencial da estrutura do Museu Nacional é projetado para lidar com diferentes tipos e faixas etárias de visitantes. Destina-se a servir todos os visitantes, mas para aqueles com pouco tempo para visitar o museu há passeios específicos para esta finalidade. Através destes guias podem ter uma idéia geral da história de Oman com as suas diversas áreas. Além disso, o cinema vai mostrar um filme em 3D doze a quinze minutos resumindo toda a história de Omã.

Os visitantes que têm mais tempo pode visitar as várias instalações do museu, como o Maritime History Hall, que refere-se a uma das cidades do litoral de Omã. Se os visitantes desejam visitar um dos castelos e fortalezas mencionados nas realizações culturais Salão, eles podem viajar para os locais reais para desfrutar de uma experiência cultural completa.



Para enriquecer o museu com evidências tangíveis de que exprime a herança ea cultura de Omã, o Ministério comunica com a comunidade para a obtenção de novos importantes coleções de artefatos históricos e estéticos através da compra ou empréstimo-los para exibição com outras coleções do museu. Este programa inclui qualquer coisa relacionada ao artesanato tradicional em várias formas, fotografias antigas e raras, manuscritos originais, documentos e correspondência de idade, ferramentas de navegação tradicionais, al-raḥmāniyyāt (guias) registos de falajs, e as ferramentas antigas utilizados na sua construção e manutenção, notas e moedas negociadas no velho Oman, selos postais raras, belas obras de arte de artistas Omani pioneiras e achados arqueológicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário