Google+ Followers

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Zainul Abedin Museum, Bangladesh. -- Zainul Museu Abedin, Bangladesh.

Zainul Abedin Sangrahashala (alternate: Shilpacharya Zainul Abedin Sangrahashala; translation: "Great Teacher of the Arts" Zainul Abedin "Art Gallery") is an art museum in Mymensingh, Bangladesh. Established in 1975, it contains the collections of the artist Shilpacharya Zainul Abedin (1914–1976). 




The art gallery was established in Mymensingh as this is where the artist spent his early days. Abedin, a pioneer of the country's modern art movement, created works of art on subject matters such as the Bengal famine of 1943 and the peoples' independence. The museum is located in the area of Shaheeb Quarter Park on the bank of the Old Bramaputra River.

Each year in December, the gallery authority organizes an anniversary programme that includes a discussion on the life and work of Zainul, as well as a painting competition. While the art gallery does not issue publications, Bangladesh National Museum, which has a collection of 800 Abedin paintings, has issued posters and cards on behalf of the artist. Shilpacharya Zainul Abedin Sangrahashala is a branch of the national museum.

Born in Mymensingh, Abedin drew pictures sitting by the Brahmaputra River. While a student at the local Mrityunjay ("Triumph Over Death") School, he won the first prize in a Bombay Chronicle art competition. Subsequently, the school's headmaster sent more of Abedin's paintings to India. Devoted to his art, the school teachers encouraged him to go to Kolkata and, in 1933, Abedin was admitted to Calcutta Government Art School.

In the 1950s, Abedin began a movement of collecting neglected pieces of Bangladeshi arts works that were scattered all over rural areas of the country. The artist remained attached to his hometown, prompting the establishment of a museum in Mymensingh on 15 April 1975 in a building owned by a Mr. Barden who later sold it to a member of the Viceroy's Executive Council. The gallery opened with approximately 70 pieces of art that included oil paintings and drawings by Abedin during his tours abroad. The gallery was initially run by a committee that was assisted by a local administration.

In its early years, it had 77 of Abedin's paintings but in 1982, seventeen pieces of art were stolen from the museum, only ten of which were retrieved in 1994.[5] Renovations began in 1997. Two year later, the National Museum took charge of the gallery, and completed renovations in 2004 on the 3.2-acre (1.3 ha) facility. This included construction of a main gate, ticket counters, and walls. A projector, sound system, and de-humidifier were installed. An artists' cottage and an open-air stage were added.

There are currently 53 oil paintings in the archive. The collection includes various themes and subjects, though most depict scenes of rural Bengal.[6] Besides the original paintings, there are 16 replicas, and 75 photographs on Zainul's life and works. There are also 69 mementos on display such as brushes, brush holder, bottles of turpentine and linseed oil, carbon box, charcoal, wax, colour palette, colour tube, easel, ink pot, leather portrait holder, metal clip, reed pen, scraper, spatula, and his spectacles. The mementos are situated in glass boxes in the midst of the gallery.

In accordance with Abedin's wishes, an art school has also been established in the museum grounds. Artists can stay at the Art Cottage which is located in a separate three-roomed building. An open-air stage is used by students on study tours and may be rented by others.




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://www.bangladesh.com/blog/zainul-abedin-museum-tribute-to-a-modern-art-pioneer

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.


--br via tradutor do google

Zainul Museu Abedin, Bangladesh.


Zainul Abedin Sangrahashala (suplente: Shilpacharya Zainul Abedin Sangrahashala; tradução: "Grande Mestre das Artes" Zainul Abedin "Galeria de Arte") é um museu de arte em Mymensingh, Bangladesh. Fundada em 1975, contém as colecções do artista Shilpacharya Zainul Abedin (1914-1976).

A galeria de arte foi criada em Mymensingh como este é onde o artista passou seus primeiros dias. Abedin, um dos pioneiros do movimento de arte moderna do país, criou obras de arte sobre assuntos tais como a fome de Bengala de 1943 e independência dos povos. O museu está localizado na área de Shaheeb Quarter Park, na margem do Rio Antigo Bramaputra.

Todos os anos, em Dezembro, a autoridade galeria organiza um programa de aniversário que inclui um debate sobre a vida e obra de Zainul, bem como um concurso de pintura. Enquanto a galeria de arte não emitir publicações, Museu Nacional Bangladesh, que tem uma coleção de 800 pinturas Abedin, emitiu cartazes e cartões em nome do artista. Shilpacharya Zainul Abedin Sangrahashala é uma filial do museu nacional.

Nascido em Mymensingh, Abedin desenhava sentadas perto do rio Brahmaputra. Enquanto um estudante da Mrityunjay local ("triunfo sobre a morte") School, ele ganhou o primeiro prêmio em um concurso de arte Bombay Chronicle. Posteriormente, diretor da escola enviou mais de pinturas de Abedin para a Índia. Dedicado à sua arte, os professores da escola incentivou-o a ir para Calcutá e, em 1933, Abedin foi internado em Calcutá Governo Art School.

Na década de 1950, Abedin começou um movimento de recolha de peças negligenciadas de obras de artes de Bangladesh que foram espalhados por toda áreas rurais do país. O artista permaneceu ligado à sua cidade natal, o que levou à criação de um museu em Mymensingh em 15 de abril 1975 em um edifício de propriedade de um senhor Barden que mais tarde vendeu a um membro do Conselho Executivo do vice-rei. A galeria aberta com cerca de 70 peças de arte que incluiu pinturas a óleo e desenhos de Abedin durante suas turnês no exterior. A galeria foi inicialmente administrado por um comitê que foi assistido por uma administração local.

Em seus primeiros anos, teve 77 das pinturas de Abedin, mas em 1982, dezessete peças de arte foram roubadas do museu, apenas dez dos quais foram recuperados em 1994. [5] Remodelação começou em 1997. Dois anos mais tarde, o Museu Nacional tomou encarregado da galeria, e renovações concluída em 2004 sobre a instalação de 3.2 acres (1,3 ha). Isto incluiu a construção de um portão principal, balcões, e as paredes. Um projetor, sistema de som, e de-umidificador foram instalados. Foram adicionados cottage Um dos artistas e um palco ao ar livre.

Atualmente 53 pinturas a óleo no arquivo. A coleção inclui vários temas e assuntos, embora a maioria retratam cenas de Bengal rural. [6] Além das pinturas originais, há 16 réplicas, e 75 fotografias sobre a vida e as obras de Zainul. Há também 69 mementos em exposição, tais como escovas, porta-escovas, garrafas de terebintina e óleo de linhaça, caixa de carbono, carvão vegetal, cera, paleta de cores, tubo de cor, armação, pote de tinta, titular retrato de couro, clipe de metal, pena de lingüeta, raspador , espátula, e seus óculos. As lembranças estão situados em caixas de vidro no meio da galeria.

De acordo com os desejos do Abedin, uma escola de arte também foi estabelecido nos jardins do museu. Os artistas podem ficar no Cottage Art, que está localizado em um prédio de três quartos separados. Um palco ao ar livre é usado por estudantes em viagens de estudo e pode ser alugado por outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário