Google+ Followers

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Parks Canada and The Canadian Canoe Museum continue to explore the innovative idea of relocating the Museum to the Peterborough Lift Lock National Historic --- heneghan peng vence concurso para projetar o Museu Canadense da Canoagem em Ontário


Parks Canada and The Canadian Canoe Museum continue to explore the innovative idea of relocating the Museum to the Peterborough Lift Lock National Historic Site on theTrent-Severn Waterway as a way to boost the tourism and revenue potential for both organizations.



The construction of a new museum at this location would consolidate two significant tourism and recreation destinations in the region and offer enhanced opportunities for Canadian families, including the opportunity to better explore the canoe’s history in Canada and enjoy the diverse water-related programming and associated activities that can be offered by the Museum at this historic location.

These innovative plans for the reinvention and relocation of the museum can be realized with your strong and continued support. We hope you will continue your backing of the museum and this important project in whatever way possible to make this move to the water a reality.

One step closer to moving to the Water


After much deliberation, the Selection Committee and the Board of Directors of the Canadian Canoe Museum are very proud, honoured and excited to announce that the design team lead by internationally renowned architects heneghan peng and Kearns Mancini as the designers of the new Canadian Canoe Museum at the Peterborough Lift Lock.

To view PDF of official press release click here





Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.


Vamos compartilhar.




--br
O escritório heneghan peng Architects venceu um concurso para projetar o Museu Canadense da Canoagem em Peterborough, Ontário. Escolhido entre quatro propostas finalistas, o projeto vencedor "envolve o conhecimento aborígene de viver e construir de modo leve sobre a terra", disse a organização do concurso, ao integrar "organicamente" um longo pavilhão de vidro coberto por um jardim ao longo da orla do rio Trent-Severn.

© Luxigon for Heneghan Peng Architects
O escritório trabalhará em conjunto com os arquitetos locais do Kearns Mancini Architects para dar prosseguimento ao edifício de US$ 45 milhões que abrigará a maior coleção de canoas e caiaques do mundo. A expectativa é que o museu esteja concluído em 2020.

Segundo o júri, a equipe se destacou em relação às outras propostas pois seu projeto "trabalha organicamente com a paisagem, em vez de oprimi-la."
Guardar no Meu ArchDaily

© Andrew Ingham
Guardar no Meu ArchDaily
© Luxigon for Heneghan Peng Architects

Revestido em cedro, o edifício de 8 mil metros quadrados e um único pavimento será ocupado com partições móveis para que a organização interna possa ser alterada com o passar do tempo. A proposta inclui 1.800 metros quadrados de espaços expositivos, um auditório com 250 lugares, um café, uma área de recreação, espaços para oficinas, entre outras funções. 
Guardar no Meu ArchDaily

© Luxigon for Heneghan Peng Architects

"Em última instância, o júri premiou a proposta de heneghan peng/Kearns Mancini por exemplificar a leveza e sublime funcionalidade da canoa. O projeto do museu rompe com a ideia de uma arquitetura egocêntrica e oferece um espaço gentil e orgânico que poeticamente segue seu caminho ao longo do Trent-Severn", comentou o júri. 
Guardar no Meu ArchDaily

© Luxigon for Heneghan Peng Architects

As obras terão início em 2017 e o projeto deverá receber o selo LEED Ouro assim que for concluído. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário