Google+ Followers

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Primeiro museu indígena de Rondônia, Brasil é inaugurado em aldeia. --- First indigenous museum of Rondonia, Brazil is opened in the village.

Museu pertence ao grupo G̃apg̃ir, a 60 quilômetros de Cacoal.
Espaço foi construído com técnicas próprias do Paiter Suruí.



Foi inaugurado nesta terça-feira (19) o primeiro museu indígena de Rondônia. Instalado na aldeia G̃apg̃ir do povo Paiter Suruí, na Linha 14 de Cacoal (RO), o museu Paiter A Soe reúne artefatos e utensílios de barro feitos pelos próprios índios. O projeto, que foi idealizado pelos próprios indígenas, tem com objetivo valorizar e promover a cultura Paiter.


De acordo com o responsável pelo projeto, Luiz Wymilawa Suruí, a ideia de construir o museu surgiu dentro da sala de aula onde ele leciona, na escola indígena da aldeia. A ideia era mostrar aos alunos como era a vida dos Paiter Suruí antes do contato com o homem branco, há cerca de 50 anos.


"O museu nasce de um sonho antigo, de termos um espaço para fomentar ações referentes à nossa cultura material e imaterial, além de promover ações de educação patrimonial e intercâmbio com visitantes", revela.


Construído em uma casa tradicional dos Paiter Suruí, feita de palha de babaçu, no museu estão expostos utensílios de barro, ferramentas indígenas e diversos artefatos que reproduzem a vida desses indígenas antes do contato com branco.


Panelas de barros feitas por índigenas estão expostas no local 
(Foto: Rede Amazônica/ Reprodução)


O idealizador do museu conta que foi peça chave no processo de implantação do projeto. Gakamam Suruí, de 76 anos, o "ancião" como é chamado na aldeia, foi quem passou todas as técnicas e ensinamentos para o grupo que trabalhou na construção do museu. "Como professor, fiz questão que ele participasse do projeto para passar seus conhecimentos para as novas gerações e também para mim, que ainda tenho muito a aprender com os antepassados", conta.


Dentro do museu podem ser encontrados objetos típicos da cultura Suruí, como panelas feitas pelas próprias índias com barro retirado do fundo do rio. Cestos trançados com uma técnica antiga, passada de mãe pra filha, também estão exposto no museu.


Para o superintendente estadual de Turismo, Júlio Olivar, o projeto tem uma importância histórica para o estado de Rondônia e para a cultura indígena, tendo em vista que é uma iniciativa que partiu dos próprios índios. Este foi o primeiro museu indígena do estado.


Museu está instalado dentro de aldeia, em Cacoal (Foto: Rede Amazônica/ Reprodução)

"Esta é uma iniciativa louvável e que precisa ser estimulada, pois não estamos acostumados a ver museus dentro das aldeias, pois sempre que índios querem expor suas artes e culturas precisam deixar as aldeias", diz. O museu pode ser visitado de terça a domingo, das 8h às 18h.









Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor

Vamos compartilhar.




--in via tradutor do google

First indigenous museum of Rondonia, Brazil is opened in the village.



Museum belongs to Gapgir group, 60 kilometers from Cacoal.
Space was built with own techniques Surui.




It was inaugurated on Tuesday (19) the first indigenous museum of Rondonia. Set in the village of Surui people Gapgir on Line 14 Cacoal (RO), the Paiter Soe The museum holds artifacts and clay utensils made by the Indians themselves. The project, which was conceived by the Indians themselves, has the objective to enhance and promote Paiter culture.


According to the head of the project, Luiz Wymilawa Surui, the idea of ​​building the museum came into the classroom where he teaches in the Indian village school. The idea was to show students what life was like the Surui before contact with the white man, about 50 years.


"The museum is born of an ancient dream of having a space to promote actions related to our tangible and intangible culture, and promote heritage education activities and exchange with visitors," he says.


Built in a traditional house of the Surui, made from babassu straw, in the museum are exposed clay utensils, indigenous tools and various artifacts that reproduce the life of indigenous before contact with white.


pottery pots made by Indians are exposed on site
(Photo: Amazon Network / Playback)


The founder of the museum that has played a key role in the project implementation process. Gakamam Surui, 76, the "elder" as it is called in the village, was the one who spent all the techniques and teachings to the group that worked on the construction of the museum. "As a teacher, I insisted that he participate in the project to pass on their knowledge to new generations and also for me, I still have much to learn from the ancestors," he says.


Inside the museum can be found typical objects of the Surui culture, such as pots made by the very Indian with mud taken from the river. Woven baskets with an ancient technique, passed down from mother to daughter, are also exhibited in the museum.


To the state superintendent of Tourism, Julio Olivar, the project has a historical significance for the state of Rondônia and the indigenous culture, given that it is an initiative that came from the Indians themselves. This was the first Indian state museum.


Museum is housed within village in Cacoal (Photo: Amazon Network / Playback)

"This is a commendable initiative and needs to be encouraged, because we are not used to seeing museums in the villages, because whenever Indians want to expose their arts and cultures need to leave the villages," he says. The museum can be visited from Tuesday to Sunday from 8h to 18h.


Nenhum comentário:

Postar um comentário