Google+ Followers

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

O Museu da Língua Portuguesa, deverá ser reaberto em 2018. --- The Museum of the Portuguese Language, should be reopened in 2018

O projeto de reconstrução terá início nesta segunda-feira e parte dos recursos necessários para a obra e compra de novos equipamentos virá de contribuições de empresas portuguesas no Brasil. A Fundação Roberto Marinho, que é parceira do museu, irá coordenar essa captação.



O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, em visita ao histórico prédio da Estação da Luz (local onde fica o museu), afirmou que há um compromisso firme de empresários em apoiar esse projeto. O seguro, de R$ 42 milhões, deve cobrir cerca de dois terços do necessário para o museu voltar a funcionar. Esse grupo de empresas deve contribuir com boa parte dos R$ 20 milhões que ultrapassam a cobertura do seguro.

— O seguro paga dois terços da reconstrução. Vai ser um museu do futuro, voltado para o digital. Várias empresas portuguesas no Brasil vão contribuir. As obras terão início até o início do ano que vem e acredito que o museu vai ter condições de reabrir em 2018 — disse a jornalistas neste domingo.

Sousa, que veio ao Brasil para a cerimônia de abertura das Olimpíadas do Rio, já esteve reunido com o presidente da Fundação Roberto Marinho, José Roberto Marinho, com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e com o secretário-adjunto da Cultura, José Roberto Sadek.

Para ele, o Brasil é o país que mais tem condições de promover a cultura da língua portuguesa.

Sedek afirmou que as obras emergenciais custaram cerca de R$ 3 milhões e que amanhã terá início a fase de projeto civil, que irá determinar como será feita a intervenção e o que é necessário. As obras de fato devem começar entre o final do ano e início do ano que vem.

— O seguro não vai cobrir tudo, até porque vamos usar equipamentos de proteção e exposição mais modernos do que os existentes há 15 anos, quando o museu foi planejado. Vamos usar os equipamentos mais modernos possíveis — afirmou.

O incêndio de 21 de dezembro de 2015 foi o segundo da história do edifício e deixou um brigadista morto. Veja aqui como eram as instalações do Museu antes do fogo atingir o local.

O primeiro ocorreu na madrugada de 6 de novembro de 1946 e teve grande cobertura do GLOBO. A reconstrução, bancada pelo governo, durou cinco anos e acrescentou um novo andar ao prédio — até então com dois pavimentos.



Inaugurado há 115 anos, prédio da Estação da Luz foi porta de entrada para ilustres em visita a São Paulo, além de imigrantes. Após decadência, ressurgiu com o Museu da Língua Portuguesa em 2006.









Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.





-- in via tradutor do google
The Museum of the Portuguese Language, should be reopened in 2018.

The reconstruction project will begin on Monday and part of the resources needed for the work and purchase of new equipment will come from contributions of Portuguese companies in Brazil. The Roberto Marinho Foundation, which is a partner of the museum, will coordinate this funding.

The President of Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, visiting the historic building of the Light Station (where the museum is located), said that there is a firm commitment to entrepreneurs to support this project. The insurance of R $ 42 million, should cover about two-thirds required for the museum back to work. This group of companies should contribute much of the R $ 20 million in excess of the insurance coverage.

- The insurance pays two-thirds of reconstruction. It will be a museum of the future, facing the digital. Several Portuguese companies in Brazil will contribute. The works will start by the beginning of next year and I believe the museum will be able to reopen in 2018 - told reporters on Sunday.

Sousa, who came to Brazil for the opening ceremony of the Rio Olympics, has already been met with the president of the Roberto Marinho Foundation, José Roberto Marinho, the governor of São Paulo, Geraldo Alckmin, and the deputy secretary of Culture, José Roberto Sadek.

For him, Brazil is the country that is able to promote the culture of the Portuguese language.

SEDEK said the emergency works cost around R $ 3 million and that tomorrow will begin the civil design phase, which will determine how the intervention and what is needed will be made. actually works must start between the end of the year and early next year.

- The insurance will not cover everything, because we use more modern protective equipment and exposure than the existing 15 years ago, when the museum was planned. We will use the most modern equipment possible - he said.

The fire of December 21, 2015 was the second in the history of the building and left a dead brigade. Here's how were the Museum's premises before the fire hit the spot.

The first occurred in the early hours of November 6, 1946 and had great coverage GLOBE. The reconstruction, funded by the government, lasted five years and added a new floor of the building - so far with two floors.

Established 115 years ago, the Luz Station building was gateway to distinguished visiting São Paulo, as well as immigrants. After decay, he resurfaced with the Museum of the Portuguese Language in 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário