Google+ Followers

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Museu da Moda é o primeiro no Brasil a valorizar a arte de se vestir. --- Fashion Museum is the first in Brazil to value the art of dressing.

O “Castelinho” da rua da Bahia, edifício construído em 1914 para abrigar o Conselho Deliberativo da Capital, e que já teve várias funções ao longo de sua existência, será transformado no Museu da Moda de Belo Horizonte (Mumo) a partir de dezembro. O espaço já vinha abrigando, desde 2012, o Centro de Referência da Moda (CRModa) e se tornou ponto de encontro para profissionais e pesquisadores da área. Mas o que muda com o status de museu?


De acordo com Yuri Mesquita, diretor de Museus e Centros de Referência da Fundação Municipal de Cultura (FMC), a ideia é potencializar e ampliar o trabalho que já vinha sendo realizado no local. O primeiro museu público dedicado a moda no Brasil terá acervo, exposições e biblioteca voltados para publicações relacionadas a moda e comportamento. 

“O CRModa tem legado importante para a cidade. A partir dele foi possível dialogar com diferentes setores da moda, como universidades, empresários, futuros empresários e transeuntes da região do edifício Maletta. Vimos uma necessidade de aprimorar isso e fizemos um plano museológico junto com representantes da sociedade civil”, afirma Yuri.

Ao se tornar museu, o espaço deverá ter uma sala climatizada para abrigar a reserva técnica. Mas isso não significa aumento dos custos do local, pois o orçamento permanece o mesmo. Segundo Yuri, vai haver uma otimização dos recursos para que o Mumo possa ter um bom acervo e manter as ações, como o Ciclo Cinema e Moda, o Slow Week (seminário sobre moda e sustentabilidade), oficinas de moda e design e outros.

Referências

A criação do Mumo é uma das várias ações realizadas pela Fundação Municipal de Cultura neste fim de mandato. Mês passado, foram anunciadas a criação da Cidade do Circo (a ser instalada na antiga Estação Ferroviária da Gameleira) e o Centro de Referência da Dança (que passou a funcionar no Teatro Marília). Em novembro, deve ser inaugurado um centro cultural na região Nordeste. Segundo Yuri, esses espaços dedicados a moda, circo e dança atendem a pedidos da comunidade artística, que deseja uma ampliação de políticas públicas para áreas menos assistidas – música, teatro, cinema e literatura costumam ter maior atenção.

“Deve-se escutar as pessoas, ter ações voltadas para todos os públicos. O Centro de Referência da Dança foi um pedido da própria comunidade, que queria um espaço para ensaiar e se apresentar. O diálogo é o primeiro passo para que a política pública tenha um maior alcance”, diz Yuri. 

Como haverá uma mudança de governo em pouquíssimo tempo, a institucionalização de espaços facilita uma continuidade de diálogo entre poder público e agentes culturais que vêm acontecendo há anos. “Os espaços são sistematizados para ouvir as demandas. Isso gera responsabilidade para o próximo governo, mas para nós também”, afirma Yuri. 








Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

O tempo voa, obras de arte são para a eternidade, sem rugas!


















--in via tradutor do google
Fashion Museum is the first in Brazil to value the art of dressing.

The "Little Castle" Bahia Street, building constructed in 1914 to house the Deliberative Council of the Capital, and has had many functions throughout its existence, will be transformed into the Museum of Fashion in Belo Horizonte (Mumo) from December. The space was already sheltering, since 2012, the Fashion Reference Center (CRModa) and became a meeting point for professionals and researchers. But that changes with the museum status?

According to Yuri Mesquita, director of Museums and reference centers of the Municipal Culture Foundation (FMC), the idea is to strengthen and expand the work that was already being done on site. The first fashion dedicated public museum in Brazil have collections, exhibitions and library oriented publications related to fashion and behavior.

"The CRModa has an important legacy for the city. From it was possible to dialogue with different sectors of fashion, such as universities, entrepreneurs, future businessmen and passers Maletta of building area. We saw a need to improve that and made a museological plan along with representatives of civil society, "says Yuri.

By becoming museum, the space must have an air conditioned room to house the technical reserve. But that does not mean increased local costs because the budget remains the same. According to Yuri, there will be an optimization of resources for the Mumo can have a good collection and keep the shares, as the Film and Fashion Cycle, Slow Week (seminar about fashion and sustainability), fashion and design workshops and others.

References

The creation of Mumo is one of several actions taken by the Municipal Foundation of Culture this end of term. Last month, it announced the creation of the Circus City (to be installed in the old Gameleira Station) and the Dance of the Reference Center (now running at the Teatro Marília). In November, is expected to open a cultural center in the Northeast. According to Yuri, these spaces dedicated to fashion, circus and dance meet the demands of the artistic community that want an expansion of public policies for less assisted areas - music, theater, cinema and literature tend to have more attention.

"The people must be heard, have actions for all audiences. The Dance of the Reference Center was a request from the community who wanted a space to rehearse and perform. Dialogue is the first step to that public policy has a wider reach, "says Yuri.

As there will be a change of government in a very short time, the institutionalization of spaces facilitates continuity of dialogue between government and cultural agents that have been going on for years. "Spaces are systematized to listen to the demands. This creates responsibility to the next government, but for us too, "says Yuri.






Nenhum comentário:

Postar um comentário