Google+ Followers

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Museum with attractions on energy reopens in Rio de Janeiro, Brazil, focused on students. --- Museu com atrações sobre energia reabre no Rio de Janeiro, Brasil, com foco em estudantes.

The Energy Museum reopened the doors for the public in Rio de Janeiro with the goal of attracting adults and high school students.




Opened in 2012 by distributor Light, the museum focused on the children's audience. After renovation, the museum brings attractions to arouse the interest of other visitors.

"He is less childish and has a greater adherence to the theme of energy, without losing the playfulness he always had," said the manager of the Light Institute and the Light Cultural Center, Luis Felipe Younes do Amaral.

One of the novelties is a tunnel mounted with LED lamps of various colors, hanging along the path, in a kind of electric circuit. The idea is to call attention to high school students who already have knowledge of physics and electricity. Visitors are expected to enter the tunnel in groups of three and walk without bending over bulbs simulating wires from an electrical circuit.

Other attractions remain as Praça das Energias and the Caminhos da Energia mockup, made with Lego toy parts, launched in 2015.

Theft of energy

The museum's organization also wants to warn visitors about the losses from the theft of energy, through illegal connections in the city's electrical grid, the so-called cats.

A map will show the public the losses with the theft of energy in each region of Rio de Janeiro. According to Luis Felipe do Amaral, the consumers' energy bill could be up to 17% lower if there were no clandestine connections.

Conscious Consumption

Visitors also get tips on how to reduce energy consumption at home and at work and thereby pay less on the light bill.

"We show where it [energy] comes from, how it is generated, where it passes through to the consumer's home. Energy is not a magic thing. It has a path and a cost, not only financial, but nature itself. "

The changes in the museum were based on the PUC / RS Museum (Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul) and the CEEE Group's Electricity Museum, also in Rio Grande do Sul. The team also visited museums in Paris, London, Munich , Lisbon and Porto, in Portugal.

The visit to the Light Energy Museum is free and can be booked through the website www.museulight.com.br . The museum is at Avenida Marechal Floriano, 168, in the center, near the metro station Presidente Vargas.









Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,
mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 
but what modifies the way of looking and hearing.










--br
Museu com atrações sobre energia reabre no Rio de Janeiro, Brasil, com foco em estudantes.

O Museu da Energia reabriu as portas para o público no Rio de Janeiro com o objetivo de atrair adultos e estudantes do ensino médio.

Inaugurado em 2012 pela distribuidora Light, o museu tinha como foco o público infantil. Após a reforma, o museu traz atrações para despertar o interesse de outros visitantes.

“Ele fica menos infantil e passa a ter uma aderência maior ao tema energia, sem perder a ludicidade que sempre teve”, disse o gerente do Instituto Light e do Centro Cultural Light, Luis Felipe Younes do Amaral.

Uma das novidades é um túnel montado com lâmpadas de LED de várias cores, penduradas ao longo do trajeto, em uma espécie de circuito elétrico. A ideia é chamar atenção de estudantes do ensino médio que já têm conhecimento de física e eletricidade. Os visitantes deverão entrar no túnel, em grupos de três em três, e andar sem encostar nas lâmpadas que simulam fios de um circuito elétrico.

Outras atrações permanecem como a Praça das Energias e a maquete Caminhos da Energia, feita com peças do brinquedo Lego, lançadas em 2015.

Furto de energia

A organização do museu também quer alertar os visitantes sobre as perdas com o furto de energia, por meio de ligações ilegais na rede elétrica da cidade, os chamados gatos.

Um mapa mostrará ao público os prejuízos com o furto de energia em cada região do Rio de Janeiro. Segundo Luis Felipe do Amaral, a conta de energia dos consumidores poderia ser até 17% menor se não houvesse as ligações clandestinas.

Consumo consciente

Os visitantes também recebem dicas sobre como reduzir o consumo de energia em casa e no trabalho e, com isso, pagar menos na conta de luz.

“A gente mostra de onde ela [energia] vem, como é gerada, por onde ela passa até chegar na casa do consumidor. Energia não é uma coisa mágica. Ela tem um caminho e um custo, não só financeiro, mas da natureza em si”.

As mudanças no museu tiveram como base o Museu da PUC/RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) e o Museu da Eletricidade do Grupo CEEE, também no Rio Grande do Sul. A equipe também visitou museus de Paris, Londres, Munique, Lisboa e Porto, em Portugal.

A visita ao Museu de Energia da Light é gratuita e pode ser agendada pelo site www.museulight.com.br . O museu fica na Avenida Marechal Floriano, 168, no centro, próximo da estação do metrô Presidente Vargas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário